Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/2833
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_RubenMaiaDiasLedo.pdf2,05 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Indústrias de agrotóxicos no modelo de negócios sustentável : sistema nacional de recolhimento e reciclagem de embalagens vazias
Autor(es): Ledo, Rúben Maia Dias
Orientador(es): Létti, Mariana Marlière
Assunto: Produtos químicos agrícolas
Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias
IBAMA
Embalagens - reaproveitamento
Desenvolvimento sustentável
Agroindústria
Data de apresentação: 2011
Data de publicação: 8-Fev-2012
Referência: LEDO, Rúben Maia Dias. Indústrias de agrotóxicos no modelo de negócios sustentável: sistema nacional de recolhimento e reciclagem de embalagens vazias. 2011. 62 f. Monografia (Bacharelado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: O manuseio incorreto das embalagens de agrotóxicos utilizadas traz uma série de riscos por se tratarem de recipientes de diversos produtos químicos tóxicos que podem gerar grande contaminação dos solos, rios e mananciais, e a consequente poluição do meio ambiente, com impactos para a saúde humana. A destinação das embalagens vazias dos produtos agrotóxicos é preocupação dos governos, por conterem esses tóxicos. O objeto de avaliação de estudo foi o sistema brasileiro de recolhimento dessas embalagens, criado pela Lei 9974/2000, e que obrigou todos os agentes ligados na cadeia de tais produtos a contribuírem para o recolhimento e a destinação final dessas embalagens de produtos químicos. Esse sistema convoca diversos agentes para contribuírem com a redução da poluição e preservação do meio ambiente, e define papéis claros para cada um desses agentes. Os instrumentos de pesquisa foram questionários elaborados pelo aluno e enviados ao IBAMA e ao INPEV, além de bibliografia sobre o assunto e da legislação pertinente. Após o estudo, pode-se concluir que o sistema é deficitário financeiramente, mas caminha para alcançar um patamar de excelência quanto à sua sustentabilidade.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2011.
Aparece na Coleção:Administração



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons