Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/2444
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_TamaraGregoldeFarias.pdf927,3 kBAdobe PDFver/abrir
Título: América do Sul na política externa brasileira : de Fernando Henrique Cardoso a Luiz Inácio Lula da Silva
Autor(es): Farias, Tamara Gregol de
Orientador(es): Arraes, Virgílio Caixeta
Assunto: Brasil - relações exteriores
Integração regional
Brasil - política e governo 1995-2002
Brasil - política e governo 2003-2010
Data de apresentação: 2011
Data de publicação: 13-Jan-2012
Referência: FARIAS, Tamara Gregol de. América do Sul na política externa brasileira: de Fernando Henrique Cardoso a Luiz Inácio Lula da Silva. 2011. 81 f. Monografia (Especialização em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: A prioridade conferida às relações do Brasil com os parceiros sul-americanos e com a política regionalista demonstra a universalidade adotada na política externa brasileira pelos respectivos governos. Nesse contexto, a vertente sul-americana das relações internacionais brasileira viveu um novo recomeço a partir da redemocratização na região e da mudança de paradigmas de desenvolvimento nas relações internacionais – Estado Normal e Estado Logístico. Ademais, a intensa globalização dos meios de produção e das finanças exigiu do Estado novas posturas diante do cenário mundial. É o caso da integração regional como meio de atenuar e equilibrar os efeitos da inserção mundial e da abertura ao comércio internacional nos países em desenvolvimento. Os governos de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva reforçam essa tendência e trilham novos rumos no relacionamento com os países sul-americanos.
Abstract: The priority conferred to Brazilian relations with its South America partners and with the regionalist foreign policy portrays the universalism adopted as a principle in foreign affairs. In this context, this policy has passed through a renaissance after the democratization of the region and also because of the change concerning the development paradigm in international relations – Normal State and Logistic State. Furthermore, the high level of globalization required the State a new position in the international scenario, in which South America integration has come up to balance its effect and to adopt Brazilian insertion in the international system. The terms of Fernando Henrique Cardoso and Luiz Inácio Lula da Silva reinforced this trend and establish a new way of interaction amid South-America countries.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, 2011.
Aparece na Coleção:Relações Internacionais - Especialização



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.