Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/22915
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_AmandaSoaresDeSouza_tcc.pdf1,08 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Mercado de carbono : uma comparação com as experiências internacionais e lições para o Brasil
Autor(es): Souza, Amanda Soares de
Orientador(es): Torres, Marcelo de Oliveira
Assunto: Carbono
Efeito estufa
Mudanças climáticas
Mercados de carbono
Data de apresentação: 8-Dez-2016
Data de publicação: 14-Jan-2020
Referência: SOUZA, Amanda Soares de. Mercado de carbono: uma comparação com as experiências internacionais e lições para o Brasil. 2016. 47 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Ambientais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Gases de efeito estufa têm causado mudanças climáticas capazes de alterar os ecossistemas, pondo em risco a diversidade biológica e os setores produtivos dependentes de recursos naturais. Em resposta aos seus impactos, nações têm se reunido em uma tentativa de implantar políticas de mitigações das mudanças climáticas. Uma dessas políticas é o estabelecimento de mercados de carbono, um instrumento de flexibilização que ajuda os países a atingirem suas metas de redução de emissão de gases de efeito estufa. Muitos países tiveram metas compulsórias de redução de GEE desde a assinatura do Protocolo de Quioto em 1997, e mais países, inclusive o Brasil, se comprometeram com a causa no Acordo de Paris de 2015. Essa mobilização acarretou na implantação de mercados de carbono ao redor do mundo. Esse mercados já existentes revelam que o Brasil, se também desejar implantar seu próprio mercado para atingir as metas nacionais para a mitigação das mudanças climáticas, deve se atentar para vários requerimentos necessários para o bom funcionamento do mercado. Ele deve por exemplo, garantir que o mercado tenha um meio seguro para a comercialização de licenças de poluição. Estudos mostram também que a participação do Brasil em mercados já existentes ainda é muito tímida, mas que o país tem potencial para crescer em mercados como o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Química, Faculdade de Administração, Contabilidade, Economia, Departamento de Economia, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2016.
Aparece na Coleção:Ciências Ambientais



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons