Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/22908
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_FelipeDallOrsoletta_tcc.pdf902,68 kBAdobe PDFver/abrir
Registro completo
Campo Dublin CoreValorLíngua
dc.contributor.advisorZapata, Clovis-
dc.contributor.authorDall´Orsoletta, Felipe-
dc.identifier.citationDALL´ORSOLETTA, Felipe. Pegada hídrica do frango em Brasília: análise do papel do conceito no manejo hídrico industrial. 2017. 72 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Ambientais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.pt_BR
dc.descriptionTrabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Instituto de Química, Instituto de Ciências Biológicas, Faculdade de Administração, Contabilidade, Economia, Departamento de Economia, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2016.pt_BR
dc.description.abstractA indústria da alimentação está no topo da preocupação mundial. Isso se dá pela sua importância, em face do grande desafio de alimentar todos os humanos na Terra e também pelo impacto ambiental que causa, tanto em nível local quanto global. Este estudo mostra a pegada hídrica do frango produzido em Brasília e aborda ainda outros aspectos lindeiros ao diálogo entre indústria e meio ambiente. A partir do resultado, tenta-se discutir qual é a importância do conceito de pegada hídrica para o planejamento ambiental. A ferramenta em si também é objeto de análise, ao evocar-se seus pontos positivos e negativos. Ela mostra sua utilidade na busca do equilíbrio entre oferta e demanda hídrica regionais. Mas deixa algumas lacunas, como a falta de debate da incorporação dos custos pelas empresas, por exemplo. Para o frango produzido em Brasília, o resultado da pegada hídrica encontrado foi de 2.247 litros de água demandados por quilo de carne. Entender mais a fundo o conceito, discutir sua padronização e debater a incorporação de custos pelas empresas podem ser possíveis objetos de estudos futuros.pt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subject.keywordPegada hídricapt_BR
dc.subject.keywordEfluentespt_BR
dc.subject.keywordResíduos de animaispt_BR
dc.subject.keywordIndústria avícolapt_BR
dc.titlePegada hídrica do frango em Brasília : análise do papel do conceito no manejo hídrico industrialpt_BR
dc.title.alternativeWater footprint of poultry in Brasilia : assessment of the role of the concept in the industrial water managementpt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso - Graduação - Bachareladopt_BR
dc.date.accessioned2020-01-14T11:55:22Z-
dc.date.available2020-01-14T11:55:22Z-
dc.date.submitted2017-07-11-
dc.identifier.urihttp://bdm.unb.br/handle/10483/22908-
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.description.abstract1The food industry is at the top of the global concern. This is because of its importance, given the great challenge of feeding all humans on Earth and also the environmental impact it causes, both locally and globally. This study shows the water footprint of the chicken produced in Brasilia. It also addresses other aspects of dialogue between industry and the environment. From the result, the importance of the water footprint concept in environmental planning is discussed. The tool itself is also object of analysis, showing its positives and negatives matters. It shows its usefulness in the search for the balance between regional supply and water demand. However, the tool leaves some gaps as the lack of debate about the incorporation of costs by companies, for example. For the chicken produced in Brasília, the result of the water footprint found was 2,247 liters of water demanded per kilo of meat. Further understanding of the concept, discussing its standardization and discussing the incorporation of costs by companies may be possible objects of future studiespt_BR
Aparece na Coleção:Ciências Ambientais



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons