Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/22781
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_RaquelTorresBarreto_tcc.pdf4,37 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Acessibilidade em instalação esportiva : uma Análise do Centro Olímpico da Universidade de Brasília
Autor(es): Barreto, Raquel Torres
Orientador(es): Azevêdo, Paulo Henrique
Assunto: Acessibilidade
Universidade de Brasília (UnB)
Esportes
Data de apresentação: 6-Dez-2017
Data de publicação: 25-Nov-2019
Referência: BARRETO, Raquel Torres. Acessibilidade em instalação esportiva: uma Análise do Centro Olímpico da Universidade de Brasília. 2017. 70 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Por forte influência dos movimentos sociais de pessoas com deficiência, a Organização das Nações Unidades (ONU) definiu o ano de 1981 como o ano Internacional das Pessoas Deficientes. Pensando em atender a todos, sem distinção de deficiência ou limitação, sexo, altura, idade surgiu nos Estados Unidos o conceito de Design Universal entre os profissionais de arquitetura. No Brasil, as discussões relacionadas a ambiente acessível tiveram seu marco legal na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (CF/1988). Mais especificamente em relação ao esporte a primeira lei relacionada ao esporte no Brasil foi a Lei Pelé publicada em 1998, que trouxe em seus princípios fundamentais a democratização do esporte, ou seja, todos devem ter condições de acesso à atividade desportiva, a partir daí sugiram outras leis que visam garantir os direitos das pessoas com deficiência dentro e fora do campo de esporte e lazer. O objetivo desse estudo foi o de analisar a acessibilidade ambiental, baseado na NBR 9050, e a percepção dos frequentadores do Centro Olímpico da Universidade de Brasília. A análise do ambiente aconteceu em duas etapas a primeira utilizou-se um roteiro elaborado pela pesquisadora baseado na NBR 9050 e na outra realizou-se entrevistas com os usuários do Centro Olímpico (C.O.). Como resultado foi encontrado um espaço pouco acessível e a necessidade de mais investimentos para que o espaço consiga atender a todos.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2017.
Aparece na Coleção:Educação Física



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons