Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/22664
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_AndressaAlvesDeMirandaBontempo_tcc.pdf592,44 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Determinantes da remuneração dos auditores independentes nas instituições financeiras
Autor(es): Bontempo, Andressa Alves de Miranda
Orientador(es): Dantas, José Alves
Assunto: Auditores
Instituições financeiras
Bancos
Data de publicação: 6-Nov-2019
Referência: BONTEMPO, Andressa Alves de Miranda. Determinantes da remuneração dos auditores independentes nas instituições financeiras. 2018. 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Contábeis)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Este estudo teve por objetivo identificar os determinantes da remuneração dos auditores independentes no âmbito do Sistema Financeiro Nacional em 20 instituições financeiras listadas na B3 abrangendo o período entre 2009 a 2017. Por haver diferenças entre as instituições financeiras e não financeiras, o presente estudo colabora para o avanço da literatura, pois atualmente existem poucos estudos que abordam a remuneração dos auditores nas instituições financeiras, além disso, foram abordadas literaturas que falam sobre a importância do papel da auditoria e sua aplicação, junto à questão da independência e a qualidade do trabalho prestado pelos auditores. Os resultados dos testes empíricos mostraram que o tamanho dos bancos apresentou uma relação positiva a remuneração dos auditores independentes e a governança corporativa não pode ser comprovada, pois não apresentou relevância dentre os testes realizados. Já ao se analisar os indicadores: índice de capital, retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) e a classificação dos bancos entre públicos e privados, a relação se mostrou negativa quanto à remuneração recebida pelos auditores, porém o ROE também foi uma das variáveis que não pode ser comprovada devido à falta de relevância.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas, Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais, 2018.
Aparece na Coleção:Ciências Contábeis



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons