Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/22355
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_TallyrandMoreiraJorcelino_tcc.pdf1,05 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Patrimônio natural e genético : cuidados no uso de sementes ornamentais brasileiras na cadeia produtiva das biojóias
Autor(es): Jorcelino, Tallyrand Moreira
Orientador(es): Freitas, Cilene Rodrigues Carneiro
Assunto: Empreendedorismo
Artesanato
Data de apresentação: Fev-2019
Data de publicação: 30-Ago-2019
Referência: JORCELINO, Tallyrand Moreira. Patrimônio natural e genético: cuidados no uso de sementes ornamentais brasileiras na cadeia produtiva das biojóias. 2019. 109 f., il. Trabalho de Conclusão do Curso (Especialização em Educação e Patrimônio Cultural e Artístico)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Resumo: As sementes ornamentais brasileiras, de espécies florestais, são utilizadas na confecção de biojóias, e permeiam, prioritariamente, três temáticas de patrimônio: genético, natural, cultural, de uma forma transdisciplinar. O trabalho tem por objetivo geral analisar os cuidados no uso de sementes ornamentais para expressão de talentos biocultural nos processos de produção e comercialização das biojóias; e por objetivos específicos: (i) compreender as contribuições do patrimônio genético à economia, aos conhecimentos tradicionais associados, à pesquisa agrícola e florestal; (ii) descrever as salvaguardas ao patrimônio natural por meio de políticas públicas, programas governamentais, e compromissos institucionais voltados à conservação e ao uso sustentável das florestas com vista ao extrativismo e a atenção aos objetivos do desenvolvimento sustentável; (iii) identificar o respeito ao patrimônio cultural pelo reconhecimento da etnociência e da educação ambiental, cultural, empreendedora e patrimonial com vista a valorização do artesanato e dos artesãos frente à demanda de comercialização e de participação em feiras e exposições; (iv) analisar as contribuições da pesquisa científica e da divulgação científica cultural para a compreensão dos cuidados na cadeia produtiva do artesanato biojóias. Desta maneira, a metodologia do estudo concentra-se em pesquisa descritiva, com base em análise de dados secundários. Quanto ao procedimento, buscou-se o acesso e a leitura de informações e notícias apresentadas pelos portais da internet das organizações públicas e privadas, e de publicação e documentos institucionais sobre o tema, disponíveis em meios impressos e digitais. Utilizou-se a pesquisa pelo termo “biojóias” em buscador de notícias presentes nos portais da internet institucional da Embrapa, do SEBRAE, do SENAR, do IBGE, visando a observação da relevância da pesquisa em cenários nacional. O segmento do comércio na perspectiva ecológica, por meio de lojas e mostras em feiras e exposições, tem a cada dia valorizado produtos como as biojóias, que reflete a cultura brasileira, seja pela natureza exuberante, seja pelos talentos dos profissionais e trabalhadores envolvidos na cadeia e processos de produção. Esforços institucionais têm garantido a atualização de normas regulamentadoras e legislações que balizam a área de segurança e saúde do trabalhador, a fiscalização de materiais de origem vegetal, em diferentes níveis, setores e estratos da sociedade. Para tanto, os esforços na junção e na integração dos conhecimentos de áreas distintas do saber corroboram na compreensão de que o empenho individual e institucional se repete e se reflete em cada bioma brasileiro, o que aguça a criatividade, a competitividade e a inovação social no reconhecimento, na valorização e na diversificação da capacidade inventiva, criativa e estética, que tem tornado os adornos e os acessórios das biojóias um diferencial no mercado, de forma plural e diversa. Contudo, percebe-se que o sistema produtivo de base artesanal, permeado por valores e iniciativas socioculturais, tem garantido a confecção e a disponibilização das biojóias ao comércio local, regional, territorial ou internacional.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Arte, 2019. Curso de Especialização em Educação e Patrimônio Cultural e Artístico a distância.
Aparece na Coleção:Educação e Patrimônio Cultural e Artístico



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons