Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/22090
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_FabioAthairRibeiroCordeiro_tcc.pdf890,51 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Fatores de indução da puberdade em novilhas
Autor(es): Cordeiro, Fábio Athair Ribeiro
Orientador(es): Pivato, Ivo
Assunto: Bovino - reprodução
Endocrinologia veterinária
Data de apresentação: 5-Dez-2018
Data de publicação: 3-Jun-2019
Referência: CORDEIRO, Fábio Athair Ribeiro. Fatores de indução da puberdade em novilhas. 2018. 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina Veterinária)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A puberdade de novilhas acontece quando ocorre a manifestação do cio e a capacidade de ovular um ovócito fértil, seguido da formação do corpo lúteo funcional. Os gargalos da produtividade da carne e do leite são inúmeros e sabese que o adiantamento da puberdade melhora o rendimento por ano e estes animais precoces se tornam produtivos por um período maior de tempo caracterizando a longevidade. Os sinais que desencadeiam a puberdade de novilhas não foram totalmente elucidados. A puberdade ideal nas novilhas deveria ser alcançada aos 13 meses de idade, se tornarem gestantes aos 15 meses para que o primeiro parto ocorra aos 24 meses. A idade que a novilha atinge a puberdade está relacionada com fatores genéticos, ambientais e nutricionais. A indução nutricional é dos fatores mais importantes, portanto a correta suplementação das fêmeas pós-desmame para garantir maior peso corporal em menor tempo de vida, irá acelerar a maturação do eixo hipotalâmico-hipofisárioovariano (HHO). A indução biológica provou ser capaz de induzir a puberdade em novilhas Bos taurus e Bos inducus uma vez que o contato fisíco do macho junto às fêmeas estimulou o apareciento do estro. Outro fator importante é a indução hormonal, um método bastante utilizado para antecipar a puberdade em novilhas. O uso de implantes de progesterona (P4), hormônios como GnRH, eCG (FSH e LH) e outros como a kisspeptina auxiliam na maturação do eixo HHO atuando na diminuição do feedback negativo do estradiol.
Abstract: Heifer puberty presents itself when estrus and the ability to ovulate a fertile oocyte occur, followed by the formation of a functional corpus luteum. The bottlenecks in meat and milk yield are numerous and it is known that the advance of puberty improves yield per year with these early animals becoming productive for a longer period characterizing longevity. Signs that trigger heifer puberty have not been fully elucidated. Ideal puberty in heifers should be reached at 13 months of age, becoming pregnant at 15 months for the first birth to occur at 24 months. The age at which heifers reach puberty is related to genetic, environmental and nutritional factors. Nutritional induction is one of the most important factors, therefore the correct supplementation of postweaning females to guarantee greater body weight in a shorter life time will accelerate the maturation of the hypothalamic-pituitaryovarian (HHO) axis. Biological induction proved to be able to induce puberty in heifers bos taurus and bos inducus since male physical contact with females stimulated the appearance of estrus. Another important factor is hormonal induction, a method widely used to anticipate puberty in heifers. The use of progesterone (P4) implants, hormones such as GnRH, eCG (FSH and LH) and others such as kisspeptine help in the maturation of the HHO axis by decreasing the negative feedback of estradiol.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2018.
Aparece na Coleção:Medicina Veterinária



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons