Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/21783
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_JanainaBezerraPereira_tcc.pdf770,36 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Gênero na educação física escolar : a prática do futsal na contemporaneidade
Autor(es): Pereira, Janaina Bezerra
Orientador(es): Figueiredo, Pedro Osmar Flores de Noronha
Assunto: Discriminação de sexo contra as mulheres
Mulheres atletas
Data de apresentação: 2017
Data de publicação: 10-Abr-2019
Referência: PEREIRA, Janaina Bezerra. Gênero na educação física escolar: a prática do futsal na contemporaneidade. 2017. 49 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O objetivo desse estudo foi de compreender, problematizar e identificar as questões de gênero e discriminação feminina em aulas de futsal futebol, que ainda são consideradas tabus dentro das instituições escolares. Considerando a inserção da mulher na sociedade buscamos captar se na visão das praticantes de futsal existe alguma diferença de gênero , que no Brasil se apresenta em sua história e cultura, de forma hegemônica, coo prática corporal masculina, As informações foram extraídas por técnicas de revisão bibliográfica e um estudo de campo em duas escolas públicas do Distrito Federal, com coleta de dados por intermédio de um questionário estruturado com 14 questões composto apenas por questões fechadas, voltadas à Educação Física Escolar, que aborda questões de gênero na Educação Física e um grupo focal direcionado ao futsal, à sexualidade, questões familiares e dificuldades enfrentadas fora da escola. As praticantes mostram o tamanho desrespeito sofrido dentro da modalidade, o que as coloca em segundo plano no pais do futebol, com pouca visibilidade e valores negativos agregados as praticantes, impostos pela sociedade. Ainda assim diante de uma péssimo histórico cultural desse esporte relacionado as mulheres, nota-se que a modalidade vem ganhando mais adeptas a pratica e uma maior aceitação por parte de amigos e das mães que resistiam por pensarem que o futebol influencia na sexualidade de suas filhas. Nota-se também o surgimento de escolinhas de futsal voltadas apenas para o público feminino, coisa que praticamente não existia. Por fim, desmitificar um ambiente repleto de preconceito, discriminação, machismo e ressaltar a luta por igualdade, aceitação, esforço e dedicação de quem pratica, ainda se apresenta como tarefa importante na Educação Física Escolar.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2017.
Aparece na Coleção:Educação Física



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons