Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/21364
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_FlavioHenriqueAlvesAngelo_tcc.pdf448,85 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Influência do tipo de piso e calçado na avaliação de potência anaeróbia no teste de sprint de 30 metros
Outros títulos: Influence of surface and footwear condition on anaerobic power on the 30m sprint test
Autor(es): Ângelo, Flávio Henrique Alves
Orientador(es): Riehl, Osmar
Assunto: Exercícios físicos anaeróbicos
Corridas (Atletismo)
Data de apresentação: 13-Dez-2016
Data de publicação: 11-Fev-2019
Referência: ÂNGELO, Flávio Henrique Alves. Influência do tipo de piso e calçado na avaliação de potência anaeróbia no teste de sprint de 30 metros. 2016. 19 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: INTRODUÇÃO: Para avaliar a potência anaeróbia o teste de wingate é muito utilizado, mas testes de pista tem demonstrado grande relevância por, dentre outros fatores, ser semelhante à especificidade de estímulo de jogo de diversas modalidades. Contudo algumas modalidades desempenham suas partidas em diferentes tipos de terreno. Neste caso a avaliação da potência anaeróbia em testes de pista deveria respeitar a especificidade de sua modalidade. OBJETIVO: Verificar a influência do tipo de piso na avaliação da potência anaeróbia nos testes de 30m. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo transversal com 12 jovens (idade 21,5 ± 1,62; altura 1,71 ± 0,08 Massa corporal 68,8 ± 8,41 e IMC 23,31 ± 2,27) com níveis de aptidão física diferentes. Realizaram teste de sprint de 30m em três condições diferentes de terreno e calçado: Tênis na pista (TP), Tênis na grama (TG) e Chuteira na grama (CG). Foram comparadas as potências e as velocidades em cada condição. Tratamento estatístico: ANOVA one way, Teste-t pareado e Correlação de Pearson. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças significativas entre a realização dos testes entre as três condições TP, TG e CG tanto para valores de potência (p = 0,807 > 0,05) quanto para as velocidades (p = 0,821 > 0,05). A correlação encontrada entre os testes foi moderada principalmente comparando as situações TP/CG (0,74) e TG/CG (0,75). A condição da pista de atletismo utilizada (brita fina) pode ter influenciado nos resultados. Limitações do estudo: chuteiras não padronizadas, não aleotorização das coletas e a pista de atletismo.
Abstract: INTRODUCTION: To evaluate the anaerobic power, the wingate test is widely used, but field tests have shown great relevance because, among other factors, it is similar to the game stimulus specificity of several modalities. However some modalities play their games on different types of surface. In this case the evaluation of anaerobic power in field tests should respect the specificity of its modality. PURPOSE: Verify the influence of the type of surface in the evaluation of the anaerobic power in the 30m sprint test. METHODS: A cross-sectional study was carried out with 12 young men (age 21.5 ± 1.62, height 1.71 ± 0.08 body mass 68.8 ± 8.41 and BMI 23.31 ± 2.27) with Different levels of physical fitness. They performed a 30m sprint test in three different surface and footwear conditions: Tennis on track (TP), Tennis on grass (TG) and Boot on grass (CG). Powers and velocities in each condition were compared. Statistical treatment: one-way ANOVA, paired t-test and Pearson's correlation. RESULTS: There were not significant differences between the three tests TP, TG and CG for both power (p = 0.807> 0.05) and velocity (p = 0.821> 0.05). The correlation found between the tests was moderate, mainly comparing TP / CG (0.74) and TG / CG (0.75). The condition of the track used (fine gravel) may have influenced the results. Study’s limitations: non-standard boots, non-aleatory collection and athletics track.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2016.
Aparece na Coleção:Educação Física



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons