Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/20667
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_LuanaDeSousaOliveira_tcc.pdf452,43 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação da qualidade de vida de pacientes com necrose dos maxilares, submetidos à ozonioterapia
Outros títulos: Evaluation of the quality of Life of patients with maxillary necrosis, submitted to ozonotherapy
Autor(es): Oliveira, Luana de Sousa
Orientador(es): Macedo, Sérgio Bruzadelli
Coorientador(es): Biato, Emília Carvalho Leitão
Assunto: Osteonecrose
Pacientes - qualidade de vida
Ozônio terapêutico
Data de apresentação: 2018
Data de publicação: 6-Set-2018
Referência: OLIVEIRA, Luana de Sousa. Avaliação da qualidade de vida de pacientes com necrose dos maxilares, submetidos à ozonioterapia. 2018. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Odontologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A avaliação da qualidade de vida se refere à capacidade de se ter um olhar crítico diante da realidade existencial de um indivíduo, incluindo processos de saúde, doença, cura e morte. Assim, este artigo teve como objetivo avaliar a qualidade de vida de pacientes com necrose dos maxilares, ou risco de possuí-la, submetidos a ozonioterapia e analisar, pela perspectiva deles, a eficácia do tratamento. Foram avaliados 50 pacientes atendidos na Clínica Odontológica do HUB, por meio do questionário OHIP14, entrevistas semiestruturadas, análises epidemiológicas retiradas dos prontuários e levantamento bibliográfico. No estudo quantitativo verificamos que as doenças de base prevalentes, nos pacientes foram neoplasias de cabeça e pescoço; pacientes submetidos à radioterapia, quimioterapia e uso de medicamentos antirreabsortivos prevaleceram como grupo de risco de desenvolverem necroses ósseas; em mais de 90% dos casos analisados houve reparação tecidual e recobrimento de tecido mole sobre osso. Por meio da análise qualitativa, observamos que os pacientes apontaram o stresse, a dor, o sentimento de estar pouco a vontade, alimentação prejudicada e envergonhado como mais relevantes na qualidade de vida. A partir dos relatos, concluímos que a ozonioterapia amenizou essas sensações no momento em que induziu reparos teciduais e deu condições ao paciente de se reinventar e se reorganizar em novos estilos de vida, diante do processo de doença, tratamento e cura.
Abstract: Quality of life assessment refers to the ability to take a critical look at an individual's existential reality, including health, illness, healing, and death. Thus, this article aimed to evaluate the quality of life of patients with or without risk of necrosis of the jaws submitted to ozonotherapy and to analyze, from their perspective, the efficacy of the treatment. Fifty patients attended at the HUB Dental Clinic were evaluated through the OHIP questionnaire14, semi-structured interviews, epidemiological analyzes taken from the medical records and a bibliographic survey. In the quantitative study we verified that the prevalent basic diseases in the patients were head and neck neoplasms; patients submitted to radiotherapy, chemotherapy and the use of anti-resorptive drugs prevailed as a group at risk of developing bone necrosis; in more than 90% of the analyzed cases there was tissue repair and soft tissue overlaying on the bone. Through the qualitative analysis, we observed that the patients pointed out the stress, the pain, the feeling of being at ease, impaired eating and shame as more relevant in the quality of life. Based on the reports, we conclude that ozonotherapy ameliorated these sensations when it induced tissue repair and allowed the patient to reinvent and reorganize himself in new lifestyles, in the face of disease, treatment and cure.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Odontologia, 2018.
Aparece na Coleção:Odontologia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons