Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/20374
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_PatriciaMoreiraSantana_tcc.pdf923,28 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A acessibilidade da pessoa com deficiência na rede pública de ensino do município de Formoso-MG
Autor(es): Santana, Patrícia Moreira
Orientador(es): Castro, Oséias Guimarães de
Assunto: Acessibilidade
Educação física para deficientes
Data de apresentação: 9-Dez-2017
Data de publicação: 9-Jul-2018
Referência: SANTANA, Patrícia Moreira. A acessibilidade da pessoa com deficiência na rede pública de ensino do município de Formoso-MG. 2017. 31 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Buritis-MG, 2017.
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo principal, avaliar a acessibilidade nas escolas de Formoso-MG e como ela se apresenta como fator facilitador ou dificultador para indivíduos com dificuldades de locomoção nessas escolas. A metodologia de pesquisa foi a abordagem qualitativa através de um estudo descritivo-exploratório, através de um questionário do tipo semi-estruturado que atendia as normas do Manual de Acessibilidade da ABNT, baseado no questionário validado por Pereira (2013). Avaliamos 05 escolas: Escola Municipal Felintro Dias Andrade, Escola Estadual Nossa Senhora de Abadia, Escola Municipal Lázaro Xavier Pires, Escola Estadual Martinho Antônio Ornelas, Escola Municipal Santo Antônio. Observamos primariamente os seguintes aspectos, tais como: 1) Entrada da escola; 2) Área de circulação; 3) Salas de aula; 4) Banheiros; 5) Local das aulas de educação física. Os resultados encontrados foram que nenhuma escola investigada apresenta condições claras e plenas de receber um aluno em condição de deficiência e principalmente receber esse aluno nas aulas de Educação Física. Óbvio é que tais alunos sejam aceitos, porém não da maneira efetiva como realmente deveria. Apesar de todos os diretores afirmarem que estão preparados para lidar com a diversidade, o que percebemos é que os espaços escolares não estão adequados para essa realidade, pois ainda existem muitas barreiras tanto arquitetônicas, quanto atitudinais.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Faculdade de Educação Física, 2017.
Aparece na Coleção:Educação Física



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons