Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/20253
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_AmandaDeOliveiraMariano_tcc.pdf4,28 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Afetividade na educação infantil
Autor(es): Mariano, Amanda de Oliveira Machado
Orientador(es): Dantas, Otília Maria Alves da Nóbrega Alberto
Assunto: Afetividade
Educação de crianças
Professores e alunos
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 11-Jun-2018
Referência: MARIANO, Amanda de Oliveira Machado. Afetividade na educação infantil. 2016. 55 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O interesse em investigar “a afetividade na educação infantil” suscitou de estudos realizados quando cursei as Disciplinas Projeto 3 e Projeto 4. Esta última referente aos estágios supervisionados desenvolvidos durante minha formação neste curso fazendo, assim, com que analisasse o quanto essa categoria é essencial para a formação das crianças. O estudo tem como finalidade refletir sobre a importância da afetividade para a formação da criança da Educação Infantil. A metodologia empregada neste estudo pautou na pesquisa qualitativa a partir da observação participante, de entrevista (com professores e alunos) e pesquisa bibliográfica. A pesquisa ocorreu numa escola privada de Brasília durante o ano de 2015. Ali se vivenciou o estágio (Projeto 4 - fases 1 e 2) onde coletou-se dados diversos no intuito de conhecer um pouco do cotidiano daquele ambiente e atender ao objetivo da pesquisa. As observações participantes focalizaram o desempenho das crianças no ambiente escolar em nível de Educação Infantil, registrando-se através de “Diário de Bordo”, todas as observações e práticas desenvolvidas durante o período. A fundamentação teórica foi baseada em alguns teóricos tais como Piaget (2004); Vigotski (2008); La Taille (1992); Oliveira (2001), Silva (2002), dentre outros. Os resultados e conclusões apontam que o afeto está sempre presente na relação entre professor e alunos, alunos e alunos. E as práticas pedagógicas, de base construtivista, têm sido permeadas de afeto possibilitando, pela ludicidade, aprender brincando e numa relação de afeto pautada pelo respeito e valorização do outro. Portanto entendemos que o afeto se configura como o ato sensível do processo educativo, seja no ambiente escolar ou não escolar.
Abstract: The interest in investigating "affectivity in early childhood education" raised studies when I attended the Disciplines Project 3 and Project 4. The latter refers to the supervised training developed during my training in this course doing so, with to analyze how this category is essential for the formation of children. The study aims to reflect on the importance of affection for the education of children of early childhood education. The methodology used in this study was guided in qualitative research from participant observation, interview (with teachers and students) and literature. The research took place at a private school in Brasilia during the year 2015. There he experienced the stage (Project 4 - phases 1 and 2) which is collected various data in order to know a little everyday that environment and meet the objective of the research . Participating observations focused on the performance of children at school level of Early Childhood Education, registering through "Diary", all observations and practices developed during the period. The theoretical framework was based on some theorists such as Piaget (2004); Vigotski (2008); La Taille (1992); Oliveira (2001), Silva (2002), among others. The results show that affection is always present in the relationship between teacher and students, students and students. And the pedagogical practices of constructivist basis have been permeated with affection mediated playfulness with learning and playing a love relationship based on respect and appreciation of the other. Therefore, we believe that the affection is configured as the sensible act of educational work, whether in school or non-school environment.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2016.
Aparece na Coleção:Pedagogia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons