Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/19683
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_RodrigoFerreiraNeves.pdf1,7 MBAdobe PDFver/abrir
Título: O jeans em sete cores : uma análise de representação da campanha Pride 2016 da Levi’s Brasil no Instagram
Autor(es): Neves, Rodrigo Ferreira
Orientador(es): Silva, Fernanda Casagrande Martinelli Lima Granja Xavier da
Assunto: Moda
Comunidade LGBT
Data de apresentação: 29-Nov-2017
Data de publicação: 19-Mar-2018
Referência: NEVES, Rodrigo Ferreira. O jeans em sete cores: uma análise de representação da campanha Pride 2016 da Levi’s Brasil no Instagram. 2017. viii, 65 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Comunicação Social)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Esta pesquisa é um estudo sobre como a indústria da moda incorpora pautas sociais LGBT como estratégia de comunicação. O objetivo é investigar como pessoas LGBT, que há tanto tempo já participam do mundo da moda trabalhando na criação de coleções e no backstage de desfiles e demais produções, passaram recentemente a ter mais visibilidade e ser representadas em campanhas publicitárias e editoriais de moda. Mais especificamente, discutimos como essa indústria se capitaliza pela adesão a causas LGBT com foco em mudança social e garantias de direitos civis a partir da análise da campanha da coleção Pride 2016, da marca de jeans norte-americana Levi’s, na conta da Levi’s Brasil na rede social Instagram. Consideramos a moda e o consumo como fatos sociais totais, no sentido de Marcel Mauss (2007), e como elementos que constituem um complexo sistema de comunicação em que a relação dos indivíduos com objetos de vestuário e indumentária se caracteriza como um processo contínuo da construção de sentidos, identidades e representações. A metodologia consiste na análise de representação conforme proposta por Stuart Hall (2016) em perspectiva com o conceito de representação social de Serge Moscovici (2015). Nesse horizonte a análise se complexifica em função da coleção Pride ser o resultado de uma parceria entre a Levi’s e a Fundação Harvey Milk, que leva o nome do ativista LGBT e político norte-americano, e incorpora ainda reflexões sobre as relações entre moda e política.
Abstract: This research studies how the fashion industry incorporates LGBT social demands as a communication strategy. It aims to investigate how LGBT people -who have long been involved in the fashion world working on collections, backstage and as models in shows - have recently become more visible, including in advertising campaigns and fashion editorials. We discuss how this industry leverages off LGBT causes with a focus on social change and civil rights. This discussion is devoloped by an analysis of the 2016 Pride collection campaign for American jeans brand Levi's, on the Levi's Brazil Instagram account. We consider fashion and consumption as total social facts, in Marcel Mauss's sense (2007), and as elements that constitute a complex communication system in which the relationship between individuals and clothing is characterized as a continuous process involving the construction of senses, identities and representations. The methodology consists of the analysis of representation as proposed by Stuart Hall (2016) and Serge Moscovici’s (2015) concept of social representation. In this context, the analysis becomes more complex due to the Pride collection being the result of a partnership between Levi's and the Harvey Milk Foundation, which which is named after the LGBT activist and American politician. Additionally, this research incorporates reflections on the relations between fashion and politics.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Habilitação em Comunicação Organizacional, 2017.
Aparece na Coleção:Comunicação - Comunicação Organizacional



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons