Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/19362
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_JulianaÂngeloRibeiro_tcc.pdf1,09 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação formativa na educação infantil : desafios e contribuições na sua efetivação
Autor(es): Ribeiro, Juliana Ângelo
Orientador(es): Mourão, Ireuda da Costa
Assunto: Aprendizagem
Avaliação educacional
Educação de crianças
Data de apresentação: 5-Dez-2017
Data de publicação: 9-Fev-2018
Referência: RIBEIRO, Juliana Ângelo. Avaliação formativa na educação infantil: desafios e contribuições na sua efetivação. 2017. 65 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Este é um Trabalho de Conclusão do Curso de Pedagogia da Universidade de Brasília que tem como objetivo geral compreender como a avaliação formativa tem contribuído para os processos de aprendizagem de crianças de uma turma da Educação Infantil no Distrito Federal. Nessa perspectiva, foi necessário atender aos seguintes objetivos específicos: discutir as bases teóricas da avaliação na Educação Infantil; conhecer características da avaliação na Educação Infantil em documentos curriculares do Distrito Federal; conhecer o tratamento dado à avaliação em uma escola de Jardim de Infância e analisar a prática avaliativa de uma professora em uma escola do Jardim de Infância. A pesquisa tem uma abordagem qualitativa e caracteriza-se como Pesquisa Participante. Para coleta de dados foram usadas como técnicas a observação, questionário e entrevista. O diário de campo foi usado como instrumento para registrar as práticas avaliativas em sala de aula. O local da pesquisa foi um Jardim de Infância, que atende crianças de Pré-escola. Os sujeitos da pesquisa foram quatro professoras e seus alunos, três lecionam no primeiro período da Educação Infantil e uma no segundo período. Para a fundamentação teórica foram utilizadas concepções de alguns teóricos, dentre eles: Gatti (2002, 2014), Hoffmann (2001, 2005, 2010, 2015), Luckesi (2002, 2005, 2014), Vasconcelos (1998, 2008) e Villas Boas (2006, 2008, 2013, 2015). O resultado da investigação demonstra que as professoras, apesar de não mencionar o conceito de avaliação formativa, utilizam essa prática avaliativa em sala de aula. Além dessa avaliação formativa elas utilizam a avaliação diagnóstica. Um desafio na efetivação da avaliação formativa na Educação Infantil está em: considerar as atividades não formais (falas, ações, imposições, gestos, etc), assim como a quantidade de crianças por turmas. Como contribuição está à elaboração de um relatório qualitativo, que abrange as especificidades e necessidades das crianças, desvendando os caminhos de suas aprendizagens, mas também as dificuldades, o que contribui para a elaboração de um planejamento mais adequado a aprendizagem das crianças. Desta forma, serve como elemento de reflexão da prática.
Abstract: Conclusion work of the Pedagogy course of the University of Brasilia, whose general objective is to understand how the formative evaluation has contributed to the learning processes of children of a class of Early Childhood Education in the Federal District. From this perspective, it was necessary to meet the following specific objectives: to discuss the theoretical bases of evaluation in Early Childhood Education; to know characteristics of evaluation in Child Education in curricular documents of the Federal District; to know the treatment given to the evaluation in a kindergarten school and to analyze the evaluative practice of a teacher in a kindergarten school. The research has a qualitative approach and is characterized as Participatory Research. Data were collected as observation, questionnaire and interview techniques. The field diary was used as an instrument to record the evaluative practices in the classroom. The research site was a kindergarten, which serves pre-school children. The subjects of the research were four teachers and their students, three taught in the first period of Early Childhood Education and one in the second period. For the theoretical foundation, some conceptions of theorists were used: Gatti (2002, 2014), Hoffmann (2001, 2005, 2010, 2015), Luckesi (2002, 2005, 2014), Vasconcelos (1998, 2008) and Villas Boas (2006, 2008, 2013, 2015). The result of the research demonstrates that teachers, although not mentioning the concept of formative evaluation, use this evaluative practice in the classroom. In addition to this formative evaluation they use the diagnostic evaluation. A challenge in the effectiveness of formative assessment in Early Childhood Education is to: consider non-formal activities (speeches, actions, impositions, gestures, etc.) as well as the number of children per class. As a contribution is the preparation of a qualitative report, which covers the specifics and needs of children, revealing the paths of their learning, but also the difficulties, which contributes to the development of a more appropriate planning of children's learning. In this way, it serves as an element of reflection of the practice.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2017.
Aparece na Coleção:Pedagogia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons