Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/19196
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_BrunoBarbosaMalzoni.pdf719,24 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Marugoto : uma análise quantitativa de suas imagens
Autor(es): Malzoni, Bruno Barbosa
Orientador(es): Sekino, Kyoko
Assunto: Língua estrangeira - aprendizagem
Livros didáticos - Marugoto - japonês
Língua japonesa - estudo e ensino
Data de apresentação: 1-Dez-2017
Data de publicação: 30-Jan-2018
Referência: MALZONI, Bruno Barbosa. Marugoto : uma análise quantitativa de suas imagens. 2017. 41 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Língua e Literatura Japonesa)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A quantidade de livros didáticos de língua japonesa vem aumentando anualmente, portanto, é necessário um estudo desses livros em diversas vertentes. Este estudo verifica de forma quantitativa os elementos visuais na coleção de livros didáticos Marugoto, Coursebook for communicative language activities, uma das coleções de livros já estão sendo usados no ensino de língua japonesa no Brasil. Durante este estudo foi verificado se há uma correlação entre o uso abundante de imagens e ícones nos livros didáticos Marugoto e estímulos na aprendizagem postulados por Krashen (1985), principalmente no que diz respeito a input, em nosso caso, input visual. A pesquisa tem por metodologia cunho quantitativo por meio de uma análise de conteúdo, contamos todos os elementos visuais dos oito livros que compõem a coleção, e identificamos que a quantidade de imagens consideradas como desenhos é maior do que imagens consideradas reais. Além disso, foi possível identificar que a quantidade de imagens em proporção aos ícones por página decai após cada livro. Esses resultados mostram que os desenhos que assumem representação de ações e léxicos são abundantes do que os elementos culturais e que quanto mais avançado o nível de japonês, menos há comandos representados pelos ícones, ou seja, ações que os alunos devem seguir pelo comando são mais complexos e extensos.
Abstract: A number of Japanese language textbooks is increasing annually so that a study of these books is necessary in several areas. This study quantitatively verifies the visual elements in the Marugoto textbook collection, Coursebook for communicative language activities, one of which is already used in Japanese teaching in Brazil. During this study, we verified that there is a correlation between the abundant use of images and icons in the Marugoto textbooks and stimuli in learning postulated by Krashen (1985), especially with regard to input, in our case, visual input. The research has a quantitative methodology through a content analysis, we count all the visual elements of the eight books that comprise in the collection, and we identify that the amount of images considered as drawings is greater than images considered real. In addition, it was possible to identify that the amount of images in proportion to the icons per page declines after each book. These results show that the designs related to actions and lexicons are abundant than the cultural elements and that the more advanced the level of Japanese is, the less there are commands represented by the icons, in other words, actions that the students must follow by the command are more complex and extensive.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, 2017.
Aparece na Coleção:Letras - Japonês



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons