Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/18780
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_LucasAryelMendesAbreu_tcc.pdf1,08 MBAdobe PDFver/abrir
Título: O triângulo candango : tu, você e cê em estudo sociolinguístico
Autor(es): Abreu, Lucas Aryel Mendes
Orientador(es): Rodrigues, Ulisdete Rodrigues de Sousa
Assunto: Língua portuguesa
Pronomes
Língua portuguesa - gramática
Sociolinguística
Variação linguística
Data de apresentação: 2017
Data de publicação: 21-Dez-2017
Referência: ABREU, Lucas Aryel Mendes. O triângulo candango: tu, você e cê em estudo sociolinguístico. 2017. 50 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O presente trabalho trata da variação entre as formas pronominais tu, você e cê na variedade brasiliense do português falado, com enfoque nas regiões de Taguatinga e Plano Piloto, examinando as características discursivas e gramaticais que envolvem a produção dessas formas pronominais entre os falantes das duas regiões focalizadas. Utilizando-se do método sociolinguístico quantitativo para a realização das análises, a pesquisa visa o mapeamento dessas variantes pronominais de segunda pessoa no Distrito Federal, levando em consideração os aspectos linguísticos e sociais envolvidos na produção das referidas formas dentre os falantes das regiões em destaque. As referências teóricas básicas desta pesquisa são os estudos de Faraco (1991; 2008), Andrade (2010), Scherre (2011;2012), dentre outros. Ao final desse estudo, aferir-se-á que a variação entre as formas tu, você e cê no falar brasiliense, de fato, será mais ou menos acirrada, mais ou menos bem avaliada, a depender da localidade e do sexo/gênero dos falantes envolvidos, bem como da estrutura linguística proferida, constituindo a variável dependente contemplada neste estudo mais um caso de variação linguística em franca expansão no coração político do Brasil Central.
Abstract: This work concerns the variation between the “tu”, “você” and “cê” forms in the brasiliense variety of spoken portuguese, with a focus on the regions of Taguatinga and Plano Piloto, examining the discursive and grammatical characteristics that involve the use of these pronominal forms among the speakers in both of these regions. Using the sociolinguistic quantitative method for analytical procedures, the research aims to map these second-person pronominal variants in Distrito Federal, taking into consideration the linguistical and social aspects involved in the production of said forms among the speakers of the forms in the aforementioned regions. The basic theoretical references of this work are the studies of Faraco (1991; 2008), Andrade (2010), Scherre (2011; 2010), among others. At the conclusion of this study, it will be inferred that the variation between the forms “tu”, “você” and “cê” in the brasiliense speech, in fact, will depend of the locality and the sex or gender of the speakers involved, as well as the linguistic structure of the period, being the dependent variable focused in this study one more case of expansion of linguistic variation on the political core of Central Brazil.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, 2017.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons