Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/18497
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_IedaCavalcanti.pdf833,32 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Testando a hipótese do mercado eficiente em mercados com ativos em dupla listagem : ações e ADRs
Autor(es): Cavalcanti, Iêda
Orientador(es): Medeiros, Otávio Ribeiro de
Assunto: Sociedades comerciais
Sociedades por ações
Data de apresentação: 19-Jun-2017
Data de publicação: 8-Dez-2017
Referência: CAVALCANTI, Iêda. Testando a hipótese do mercado eficiente em mercados com ativos em dupla listagem: ações e ADRs. 2017. 42 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Ciências Contábeis)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo testar a Hipótese do Mercado Eficiente de duas maneiras: (i) verificando a existência de efeitos lead-lag entre os retornos de uma amostra de ações de empresas listadas no mercado acionário brasileiro (BM&FBOVESPA) e os retornos de seus respectivos ADRs no mercado acionário norte-americano (NYSE); e (ii) verificando a existência de cointegração entre os preços das mesmas ações brasileiras e os preços dos seus correspondentes ADRs na NYSE. De acordo com a HME, não deveriam existir efeitos lead-lag entre esses ativos, posto que os mercados brasileiro e norte-americano precificariam os ativos simultaneamente com base nas informações disponíveis a cada instante. Também de acordo com a HME, não deveria existir cointegração entre os preços desses ativos, uma vez que tal relação de equilíbrio de longo prazo implica em previsibilidade. Com uma amostra de ações e ADRs de doze empresas brasileiras, foram utilizados o teste de causalidade Granger e o teste Engle-Granger de cointegração. Os resultados empíricos de ambos os testes apresentaram evidências contrárias à HME no curto e no longo prazo.
Abstract: The present paper aims at testing the Efficient Market Hypothesis in two ways. Firstly, verifying the existence of lead-lag effects between the returns of shares listed on the Brazilian stock market (BM&FBOVESPA), and the returns of their respective ADRs listed on the US stock market (NYSE). Secondly, verifying the existence of cointegration between the prices of the same Brazilian shares and the prices of their corresponding ADRs in the NYSE. According to the HME, no lead-lag effects should exist between these assets, since the Brazilian and US markets would price the assets simultaneously based on the information available at each moment. Also according to the HME, the prices of these assets should not show cointegration, since such long-term equilibrium relationship implies predictability, which is not accepted by the HME. With a sample of shares and ADRs of twelve Brazilian companies, we used the Granger causality test and the Engle-Granger cointegration, after the application of unit root tests to prices and returns. The empirical results of both tests present evidence contrary to the HME in the short and long term.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais, Bacharelado em Ciências Contábeis, 2017.
Aparece na Coleção:Ciências Contábeis



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons