Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/18312
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_NataliadaSilvaRiosdosReis.pdf655,32 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Corrida com barreiras : uma análise sobre a divisão sexual do trabalho político no Senado Federal
Autor(es): Reis, Natália da Silva Rios dos
Orientador(es): Marques, Danusa
Assunto: Representação política
Senado Federal
Mulheres na política
Gênero - desigualdade
Discriminação de sexo contra as mulheres
Mulheres
Data de apresentação: 2017
Data de publicação: 17-Nov-2017
Referência: REIS, Natália da Silva Rios dos. Corrida com barreiras: uma análise sobre a divisão sexual do trabalho político no Senado Federal. 2017. 80 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: As mulheres representam aproximadamente 50,6% da população brasileira, mas ainda são sub representadas na esfera política, tendo em vista que apenas 9,42% de mulheres foram eleitas em 2014 para ocupar assentos no parlamento brasileiro. Dessa forma, nota-se que a desigualdade de gênero está evidentemente presente no ambiente político brasileiro. No entanto, a análise numérica é insuficiente para entender por completo a desigualdade de gênero e a sub-representação no Congresso Nacional. À vista disso, este trabalho discutirá a estruturação da igualdade de gênero na sociedade, através das construções sociais, no momento da construção da carreira política, perpassando a ambição política, o recrutamento partidário e as dificuldades em geral para a eleição das mulheres ao Congresso Nacional. No entanto, cabe destacar que procura contribuir principalmente na análise do momento pós-eleição: entender se há distinção nas relações políticas femininas no cotidiano do parlamento e mais especificamente na condução da presidência de comissões, ou seja, uma análise de como o relacionamento parlamentar na perspectiva de gênero se caracteriza no dia a dia do Congresso quando mulheres ocupam espaços de poder. O foco será na presidência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal e se, na percepção do senador Lindbergh Farias (PT) e da senadora Gleisi Hoffmann (PT), e, também, da equipe de assessoria desses senadores, representados pela Dra. Zuleide Araújo Teixeira e pelo Dr. Gabriel Sampaio, do ano de 2016 e do ano de 2014, o gênero influenciou nas relações políticas. Para isso, foram realizadas entrevistas junto aos senadores e a equipes dos senadores.
Abstract: Women represent approximately 50.6% of the Brazilian population, but are still underrepresented in the political sphere, considering that only 9.42% of women were elected in 2014 to occupy seats in Brazilian parliament. Thus, it is noted that gender inequality is evidently present in the Brazilian political environment. However, numerical analysis is insufficient to fully understand gender inequality and underrepresentation in the National Congress. This work aims to discuss the structuring of gender equality in society, through social constructions, at the moment of the construction of a political career, considering political ambition, party recruitment and difficulties in general for the election of women to National Congress. Also, it seeks to contribute mainly to the analysis of the post-election moment: to understand whether there is a distinction in women's political relations in the daily life of parliament and more specifically in the conduct of the committee chair, ie an analysis of how parliamentary gender perspective is characterized in the day to day of the Congress when women occupy spaces of power. The focus will be on the chairmanship of the Federal Senate Committee on Economic Affairs (CAE) and if, based on the perception of Senator Lindbergh Farias (PT) and Senator Gleisi Hoffmann (PT), as well as the advisory team of these senators, Zuleide Araújo Teixeira and Gabriel Sampaio, from the year 2016 and the year 2014, gender had influenced political relations. For this, interviews were both held with the senators and the teams of senators.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, 2017.
Aparece na Coleção:Ciência Política - Graduação



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons