Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/18194
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_IsabellaMariaDeOliveiraAlmeida_tcc.pdf931,06 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Inventário Nacional da Diversidade Linguística : motivos dessa criação pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (2010)
Autor(es): Almeida, Isabella Maria de Oliveira
Orientador(es): Gomes, Ana Lúcia de Abreu
Assunto: Diversidade linguística
Patrimônio cultural
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)
Direitos linguísticos
Linguística
Língua portuguesa
Cultura brasileira
Patrimônio imaterial
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 7-Nov-2017
Referência: ALMEIDA, Isabella Maria de Oliveira. Inventário Nacional da Diversidade Linguística: motivos dessa criação pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (2010). 2016. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Museologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O presente trabalho é uma análise sobre o Inventário Nacional da Diversidade Linguística (INDL), instituído pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, através do Decreto 7.387/2010 como ferramenta oficial de proteção a diversidade linguística brasileira. É feita uma apresentação sobre o contexto cultural que antecedeu o INDL, averiguando-se as diferentes perspectivas que a questão do pluralismo linguístico adquiriu em diferentes momentos e contexto sociais. Em seguida, é discutida a ferramenta do INDL através da sistematização dos dados produzidos pelos três inventários existentes: Inventário da língua Talian, Inventário da língua Guarani Mbya e Inventário da língua Asuriní do Tocantins com o objetivo de entender como essa ferramenta atua na salvaguarda do patrimônio linguístico brasileiro.
Abstract: This essay is an analysis about the Inventário Nacional da Diversidade Linguística, INDL (National Inventory of Linguistic Diversity), created by the Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (National Institute of Historic and Artistic Heritage), through the decree 7.387/2010, as an official protective tool of Brazilian linguistic diversity. A presentation of the cultural context that preceded the creation of INDL is done here, examining the different perspectives that linguistic pluralism has acquired in different times and social contexts. After that, the tool of the Inventory is discussed through the systematization of data produced by the three existing inventories: Inventário da língua Talian, (Inventory of Talian Language), Inventário da língua Guarani Mbya (Inventory of Guarani Mbya language) and Inventory da Língua Asuriní do Tocantins (Inventory of Asuriní language of Tocantins) with the aim to understand how this tool act for the preservation of the Brazilian linguistic heritage.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação) —Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, Curso de Graduação em Museologia, 2016.
Aparece na Coleção:Museologia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons