Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/17837
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_LeandroInaciodeSouza_tcc.pdf1,54 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise de uma experiência de ensino em grupos colaborativos
Autor(es): Souza, Leandro Inacio de
Orientador(es): Machado, Patrícia Fernandes Lootens
Assunto: Processo colaborativo
Processo de ensino-aprendizagem
Química - estudo e ensino
Data de apresentação: 7-Jul-2017
Data de publicação: 11-Ago-2017
Referência: SOUZA, Leandro Inacio de. Análise de uma experiência de ensino em grupos colaborativos. 2017. vi, 49 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Química)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Esse trabalho teve por objetivo investigar uma metodologia de aprendizagem em grupos colaborativos. Essa experiência vem ocorrendo na disciplina Cálculos Básicos de Química do curso de Licenciatura em Química da Universidade de Brasília. A pesquisa avalia o período compreendido entre o segundo semestre letivo de 2015 e o segundo semestre de 2016. Foram investigados neste trabalho relatos de ex-alunos da disciplina, o professor regente e uma monitora que auxiliou na disciplina. A pesquisa tem cunho qualitativa com aspectos quantitativos. Ao todo, 35 ex-estudantes, um professor e uma monitora forneceram os dados para esse trabalho. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram uma Escala Likert de 32 itens e perguntas que compuseram o roteiro das entrevistas com o professor e a monitora. As perguntas foram discutidas e os itens da escala organizados previamente em categorias para a posterior discussão de diferentes aspectos da metodologia pesquisada. Os dados de cada frente foram tratados separadamente, mas sempre que necessário dados de diferentes frentes foram tratados conjuntamente. A metodologia de aprendizagem em grupos colaborativos analisada tem uma boa aceitação entre os estudantes participantes da disciplina, cuja maioria registra o desejo de ter uma experiência semelhante novamente. O professor e a monitora entrevistados enxergam essa metodologia como algo inovador e com grande potencial de mudança na atitude dos alunos com relação ao estudo e às disciplinas de uma forma geral. Foi observado também que a metodologia contribui para o desenvolvimento de habilidades que transcendem o ambiente da sala de aula, como a melhora das relações interpessoais, desenvolvimento de senso crítico, maior aceitação de perspectivas dos outros, maior motivação entre os estudantes e melhora na qualidade do aprendizado. Por fim, foi sugerido que haja um trabalho mais conectado entre os monitores e o professor para um maior entendimento da ideia de trabalho colaborativo pelos monitores e para que a ação colaborativa do grupo seja mais preservada.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, 2017.
Aparece na Coleção:Química



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons