Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/17537
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_TaináMaraMoreiraXavier_tcc.pdf5,26 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Videoarte na Pinacoteca do Estado de São Paulo : trajetória museológica e novas possibilidades (1956-2015)
Autor(es): Xavier, Tainá Mara Moreira
Orientador(es): Oliveira, Emerson Dionisio Gomes de
Assunto: Videoarte
Pinacoteca do Estado de São Paulo
Museus - administração da coleção
Museologia
Data de apresentação: 5-Jul-2016
Data de publicação: 24-Jul-2017
Referência: XAVIER, Tainá Mara Moreira. Videoarte na Pinacoteca do Estado de São Paulo: trajetória museológica e novas possibilidades (1956-2015). 2016. 95 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Museologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Data de 1956 a primeira manifestação brasileira de videoarte. Essa tipologia de produção artística se caracteriza por apresentar intrínsecas à sua poética processual qualidades como a efemeridade, a desmaterialização e também aspectos relacionais. Devido à essas propriedades, essas obras engendram, desde o seu surgimento, desafios para as instituições museológicas que se propõem a colecioná-las. Sob essa observação, a atual pesquisa buscou conhecer a trajetória de musealização das obras de arte contemporânea em vídeo no acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Para isso, foram realizadas a análise da documentação e a observação da parte física desses trabalhos durante a aquisição pelo museu. Dessa forma, tornou-se possível a discriminação das etapas funcionais museológica as quais foram submetidas essas manifestações artísticas. A partir dos dados coletados e analisados, fomentou-se as discussões sobre os questionamentos originados pela presença dessas tipologias nos acervos dos museus de arte, apontando algumas alternativas recentes realizadas que visam abrandar essas inquietações.
Abstract: The first Brazilian manifestation of video art dates from 1956. This typology of artistic production is characterized by presenting intrinsic qualities to its procedural poetic such as ephemerality, dematerialization and also relational aspects. Due to these properties, right from its inception the works beget challenges to the museological institutions that intend to collect them. Under this observation, the present research seeks to acknowledge the musealization trajectory of contemporary works of video art in the Pinacoteca do Estado de São Paulo collection. In order to do that, it was carried out documentation analysis and observation of the physical part of the works of art during their acquisition by the museum. This made possible the breakdown of functional museological steps to which those artistic manifestations were submitted. The collected and analyzed data fostered discussions on the questions originated by the presence of those types in the collections of art museums, pointing out recently used alternatives that aim to mitigate these concerns.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, Curso de Graduação em Museologia, 2016.
Aparece na Coleção:Museologia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons