Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/17393
Título: De Cardoso a Lula : um balanço da diplomacia presidencial no Brasil
Autor(es): Pinho, Anderson Gaspar Inácio
Orientador(es): Saraiva, José Flávio Sombra
Assunto: Relações internacionais
Brasil - política e governo 2003-2010
Política externa - Brasil
Brasil - política e governo 1995-2002
Data de apresentação: 11-Mar-2016
Referência: PINHO, Anderson Gaspar Inácio. De Cardoso a Lula: um balanço da diplomacia presidencial no Brasil. 2016. 25 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: A diplomacia na arena contemporânea das relações internacionais passou por diversos processos de transformações. Novos elementos e atores passaram a fazer parte do tabuleiro do jogo internacional. O fazer diplomacia deixa de ser uma tarefa exclusiva dos agentes diplomáticos, o processo da diplomacia então sofre influência dos mais diversos lados, desde setores importantes da opinião pública, da mídia e dos diversos âmbitos do governo. A diplomacia presidencial surge como uma forma de adequação as necessidades da sociedade moderna, um meio de alavancar os objetivos traçados internamente pelas políticas externas dos Estados. No Brasil, a pratica ganhou notoriedade nos governos de FHC e Lula, quando ambos usaram da ferramenta em larga escala. Sob análise feita de ambos os governos, podemos notar que a condução da politica externa feita pelo mandatário é amplamente influenciada pelo seu viés político e pessoal.
Abstract: Diplomacy in the contemporary arena of International relations has gone through several transformation processes. New elements and actors are now part pieces on the board of the international game. Making diplomacy is no longer an exclusive task of diplomatic agents, diplomacy experiences influence from everywhere, from important sectors of public opinion, from media and from diver’s government’s sectors. Presidential diplomacy emerges to fit the needs of the modern society, a way of boosting the goals set internally by the Countries’ foreign policy. In Brazil, this practice was specially noticed on FHC’s and Lula’s government’s, when they booth used this tool widely. Under the analysis of both governments, One can tell that the foreign policy is widely influenced by theirs political and personal bias.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, XVII Curso de Especialização em Relações Internacionais, 2016.
Aparece na Coleção:Relações Internacionais - Especialização

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_AndersonGasparInacioPinho_tcc.pdf357.46 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons