Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/17304
Título: Educação afirmativa : algumas perspectivas de êxito para estudantes negras e negros
Autor(es): Graciano, Cláudia Maria
Orientador(es): Freitas, Maria da Conceição da Silva
Assunto: Afetividade
Negros - educação
Diversidade na escola
Brasil. Lei n. 10.639, de 9 de janeiro de 2003
Data de apresentação: 2014
Referência: GRACIANO, Cláudia Maria. Educação afirmativa: algumas perspectivas de êxito para estudantes negras e negros. 2014. [11] f. Trabalho de conclusão de curso (Especialização em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O presente trabalho foi realizado com base em observações que fiz no âmbito escolar e tem como objetivo refletir sobre a afetividade no contexto escolar, envolvendo aspectos relacionados ao processo de aprendizagem. Com esta abordagem procuro também trazer à discussão reflexões acerca da necessidade de fazer valer a Lei 10.639/03 para o cotidiano das escolas públicas do Distrito Federal. O desejo é que isso aconteça de tal forma que afete positivamente a identidade das/os estudantes negras/os e facilite o processo de ensino-aprendizagem desses estudantes de modo que os mesmos alcancem o sucesso escolar. O instrumento utilizado foi um questionário, aplicado a 15 (quinze) profissionais da educação, sendo 10 professores e 2 orientadores, 1 diretor, 1 vice-diretor e 1 coordenador pedagógico em uma escola pública localizada na região administrativa do Paranoá - DF. Para isto, foi interessante saber como os profissionais da educação exercem um papel relevante em questões relacionadas à diversidade étnicorracial, afetividade e autoestima e como esses conflitos podem influenciar no desenvolvimento escolar do aluno. Esse estudo não teve a pretensão em apontar culpados, mas contribuir para reflexões acerca da necessidade de se trabalhar com fatores que colaborem para uma aprendizagem significativa no que se refere aos estudantes negros/as. Para tanto, busquei subsídios bibliográficos que explicassem primeiramente, a diversidade racial no cotidiano escolar depois, enfatizei o impacto que a implementação da lei 10.639/03 teria na vida dos estudantes negros. Neste processo destaco a afetividade e sua importância cognitiva, procurando demonstrar que quando se trabalha de forma qualificada e contextualizada é possível construir um importante espaço de conhecimento para o educando. O estudo foi permeado por análises de aspectos que acabam por ser o ancoradouro das falhas no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes negros/as. A pesquisa foi norteada por uma análise qualitativa e quantitativa, que possibilitou uma compreensão abrangente dos dados obtidos. A pesquisa e a coleta de dados têm como objetivo principal trazer informações que ofereçam maior credibilidade ao tema abordado. O método adotado para a realização desse artigo foi o estudo bibliográfico. Procurei entender o porquê da maioria do corpo docente da rede pública do Distrito Federal não compreender o significado e o impacto positivo que a lei poderia provocar. É preciso dimensionar os seus possíveis efeitos na vida das crianças, sobretudo no que concerne às crianças negras, uma vez que é no espaço escolar que temos a oportunidade efetiva de exercitar juntamente com esses estudantes a cidadania.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (especialização)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2014.
Aparece na Coleção:Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_ClaudiaMariaGraciano.pdf240.71 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons