Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/17263
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_EdvaldoAlvesDeSouza_tcc.pdf920,54 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação da e para as aprendizagens : concepções dos professores dos anos finais do ensino fundamental considerando o letramento matemático
Autor(es): Edvaldo, Alves de Souza
Orientador(es): Santos, Cleiton Rodrigues dos
Assunto: Matemática - estudo e ensino
Aprendizagem - avaliação
Professores - formação continuada
Data de apresentação: 5-Dez-2015
Data de publicação: 23-Jun-2017
Referência: SOUZA, Edvaldo Alves de. Avaliação da e para as aprendizagens: concepções dos professores dos anos finais do ensino fundamental considerando o letramento matemático. 2015. 127 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Letramento e Práticas Interdisciplinares nos Anos Finais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Este estudo teve como objetivo analisar as concepções e práticas das avaliações para as aprendizagens em Matemática e suas contribuições no fazer docente. Para tanto pretendeu identificar quais instrumentos de avaliação mais utilizados pelos professores, verificar os critérios de avaliação mais utilizados pelos professores, averiguar os motivos das não aprendizagens em matemática e analisar a função da avaliação na reorientação dos trabalhos docentes. Teve-se como referencia inicial Charles Hadji (2001), Villas Boas (2008), Freitas et al. (2009), Sordi (2009), Hoffman (2010) e outros. Do ponto de vista metodológico trata-se de uma pesquisa qualitativa, por meio da pesquisa exploratória utilizando o estudo de caso, tendo como foco a percepção de 4 (quatro) professores, sendo 2(dois) de uma escola pública e 02(dois) de uma escola particular, que atendem os sextos e sétimos anos do Ensino Fundamental anos finais. São escolas situadas na Região Administrativa de Taguatinga-DF e do Recanto da Ema-DF. O percurso de análise dos dados foi ancorado na análise de triangulação dos dados e teve como instrumentos de coleta: os questionários e a análise documental. Os participantes demonstraram desejo pelo exercício da docência, fato esse, que provoca continuamente o interesse em contribuir com o desenvolvimento das habilidades intelectuais dos discentes. Os desafios da prática educativa em Matemática sinalizaram a ausência da família e a falta de domínio dos conteúdos básicos, dificuldade de leitura e escrita e comportamento indisciplinado como entraves para a aquisição de novas aprendizagens. Por outro lado, são oferecidos recursos didáticos pedagógicos que auxiliam a prática dos docentes Na identificação do progresso do estudante, os docentes apontaram que tal procedimento se dá por meio do acompanhamento quotidiano e dos resultados das avaliações. Sendo as provas e observações os instrumentos avaliativos mais utilizados pelos participantes da pesquisa. Quanto aos critérios de avaliação, a participação e envolvimento nas atividades propostas foram sinalizados como sendo prioritárias. A avaliação das aprendizagens subsidia o educador em sua prática educativa e permite uma reflexão contínua de sua prática, oportunizando, assim, ajustes e encaminhamentos, e, quando o estudante é protagonista na construção das aprendizagens, o professor pode assumir a função de facilitador da mesma; Avaliação é orientadora para o fazer docente e quando norteia os planejamentos, demonstra o desempenho dos estudantes e redefine estratégias pedagógicas. Para que favoreça o progresso das aprendizagens as situações didáticas precisam ser adequadas aos instrumentos e aos critérios de avaliação. Quanto à resolução de problemas há a preocupação em atender o letramento matemático e para tanto os professores utilizam de diversas linguagens. A formação continuada foi umas das preocupações dos docentes para que se pudessem manter atualizados. Dessa maneira, observou-se que as concepções de avaliação se sustentam no modelo de ensino e aprendizagem utilizados pelos docentes. A pesquisa revelou que, embora a organização do trabalho pedagógico seja diferenciada nas instituições pesquisadas, as concepções e práticas da avaliação são próximas, até mesmo porque ambas defendem o uso da avaliação formativa como necessária para a construção das aprendizagens.
Abstract: This study aimed the analysis of the concepts and practices of assessments for learning in Mathematics and their contributions to teaching. It was intended to identify assessment tools most used by teachers, check the evaluation criteria most used by teachers; to find out the reasons for the lack of learning in mathematics and to analyze the evaluation function in the reorientation of teachers’ work. It has as initial reference in Charles Hadji (2001), Villas Boas (2008) , Freitas et al. (2009), Hoffman (2010) and others. From a methodological point of view it is a qualitative research through exploratory research using the case study focusing on the perception of four (4) teachers, two (2) of a public school and 02 (two) of a private school that meet the sixth and seventh years of elementary school. These schools are located in the northern sector of the Administrative Region of Taguatinga-DF e Recanto da Ema-DF. The data analysis course was anchored in the triangulation data analysis and had questionnaires and document analysis as a collection of instruments. Participants demonstrated desire for the teaching profession, a fact that continually provokes interest in contributing to the development of intellectual abilities of students. The challenges of educational practice in Mathematics signaled the absence of the family and the lack of basic contents domain, difficulty in reading and writing and undisciplined behavior as barriers to the acquisition of new learning techniques. On the other hand, it is offered educational teaching resources that assist the practice of teachers. In the student progress identification, the teachers pointed out that such a procedure is through the daily monitoring and evaluation results. The most used evaluation instruments by research participants were the evidence and argument. As for evaluation criteria, participation and involvement in the proposed activities were flagged as priority. The assessment of learning subsidizes the teacher in his/her educational practice and allows a continuous reflection of their practice, providing opportunities of adjustments and referrals. In addition, when the student is the protagonist in the construction of learning, the teacher can take the facilitator role; Evaluation is a guide to teaching and when it leads the planning, it shows the student performance and resets teaching strategies. To favor the progress of the teaching, the learning situations must be appropriate to the instruments and the evaluation criteria. As problem solving there is a concern in meeting the mathematical literacy so the teachers make the use of various languages. The continuing education was one of the concerns of teachers so they could keep up. Thus, it was observed that the evaluation concepts sustain the model of teaching and learning used by teachers. The survey revealed that, although the organization of the pedagogical work is differentiated in the surveyed institutions, the conceptions and assessment practices are close, because both advocate the use of formative assessment as required for the construction of learning.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Ministério da Educação, Coordenação de Formação Continuada de Professores, Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal, Especialização em Letramento e Práticas Interdisciplinares nos Anos Finais, 2015.
Aparece na Coleção:Letramento e Práticas Interdisciplinares nos Anos Finais



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons