Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/17013
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_BrunoGomesDeSouza_tcc.pdf1,2 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Água mineral versus água potável de mesa : uma temática para o ensino de ciências
Autor(es): Souza, Bruno Gomes de
Orientador(es): Machado, Patrícia Fernandes Lootens
Assunto: Águas minerais
Água potável
Ciências - estudo e ensino
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 23-Mai-2017
Referência: SOUZA, Bruno Gomes de. Água mineral versus água potável de mesa: uma temática para o ensino de ciências. 2016. 34 f., il. Monografia (Licenciatura em Química)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O interesse em estudar a água remonta-nos a períodos muito antes de existirem os cientistas. Tales de Mileto (625 - 548 a.C.), um conhecido filósofo grego, ao explicar a origem e composição do universo, atribuiu a água o princípio de todas as coisas. Mesmo que as ideias de Tales não tenham se confirmado, o estudo sobre a água continua sendo de grande interesse das Ciências, dado sua essencialidade à vida. Conhecer a origem, a composição do material água e as propriedades da substância água, bem como os diversos usos da água, tem sido o objetivo de muitos textos científicos. Nesse trabalho, a meta é conhecer fontes e origem da água e seus usos, principalmente o da água mineral. Isso porque o consumo de água mineral vem crescendo considerável nas últimas décadas. Conhecer alguns aspectos sobre o tema pode nos levar a reflexões que subsidiem nossas atitudes e escolhas. Sendo assim, consideramos que o consumo de águas, seus diferentes tipos e usos, além dos fenômenos que envolvem a água, possibilitam um contexto muito rico de atividades de ensino de Ciências. Em vista disso, entendemos ser importante agregar saberes científicos sobre a diferença entre água mineral e água natural potável de mesa que está presente no cotidiano. A que fatores estão associada a escolha da água mineral e água de potável mesa? E como os participantes da pesquisa definem ou diferenciam esses dois tipos de água? Apesar de algumas características como os fatores culturais, sociais, pessoais e psicológicos influenciarem na compra e no consumo da água mineral e água potável de mesa, neste estudo pode-se observar que esses fatores não determinam exclusivamente o consumo. Estudos como esse podem subsidiar e aprofundar questões sociocientíficas relativas à água numa perspectiva de alfabetizar cientificamente nossos alunos. Esse é um contexto necessário, dados os problemas que envolve o uso da água pelos seres humanos, e permite que professores de Ciências insiram discussões em sala de aula com o objetivo de desenvolver um olhar crítico as consequências desse uso.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, 2016.
Aparece na Coleção:Química



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.