Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/16428
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_LuizAntonioInacioSilva_tcc.pdf314,51 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Entre a História e a história do romance : um estudo sobre a relação entre Literatura, memória e História em A Brincadeira, de Milan Kundera
Autor(es): Silva, Luiz Antonio Inácio da
Orientador(es): Rodrigues, Fabricia Walace
Assunto: Literatura
História
Ficção
Kundera, Milan, 1929-
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 31-Mar-2017
Referência: SILVA, Luiz Antonio Inácio da. Entre a História e a história do romance: um estudo sobre a relação entre Literatura, memória e História em A Brincadeira, de Milan Kundera. 2016. 18 f. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Letras Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Este trabalho é uma reflexão sobre duas disciplinas que se constituem narrativamente, porém, que possuem status diferentes: a Literatura e a História. Enquanto a última goza do título de discurso da verdade, a primeira, que se coloca como ficção, é considerada distante do mundo empírico. A partir da obra A Brincadeira, do escritor Milan Kundera, que se situa na República Tcheca, durante o Regime Comunista, perscrutar-se-á a relação entre esses dois campos, e como suas bases são constituídas, aproximando-os e marcando, evidentemente, as diferenças que possuem. Essa investigação e seus resultados demonstrarão que as “versões oficiais” dos acontecimentos, escritas pelos historiadores, são constituídas de ficções e de escolhas. Assim, a literatura, como discurso que não tem compromisso com o real, pode levar a voz à margem, àqueles que foram ignorados nas narrativas históricas. Para tal estudo, serão utilizados teóricos da nova história e da literatura, constituindo uma crítica interdisciplinar, e aumentando, consequentemente, seu alcance.
Abstract: This paper is an analysis of two disciplines that are constructed by narratives, but, have different status: the Literature and the History. Whereas the last one is measured as the “discourse of the truth”, the first one is, apparently, distant from the empirical world. Analyzing the novel A Brincadeira, by Milan Kundera, situated in the Czech Republic, during the communist regimen, it will be investigated the relation between these areas, and how they are constituted, (marking) the approximations and also the distances. This research and the respective results will demonstrate that the “official versions” of an event, written by the “historians”, are fictions and choices. Hence, the literature, as a discourse uncompromised with the real, can take the voice from the center to the board for those who were ignored by the historic narratives. For this study, it will be used New History’s and Literature’s theorists, elaborating an interdisciplinary critic, increasing its coverage.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2016.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons