Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/164
Título: Qualidade microbiológica de águas minerais comercializadas no Distrito Federal
Autor(es): Lima, Adriana Pereira de
Orientador(es): Rezende, Antônio José de
Assunto: Água mineral
Água - microbiologia
Água - qualidade
Data de apresentação: 6-Mar-2007
Data de publicação: 4-Mar-2009
Referência: LIMA, Adriana Pereira de. Qualidade microbiológica de águas minerais comercializadas no Distrito Federal. 2007. 50 f. Monografia (Especialização em Tecnologia de Alimentos)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Resumo: O Brasil está entre os dez maiores produtores de água mineral no mundo. O consumo é crescente e acompanha tendências mundiais. Segundo o IBGE, a água mineral foi um dos produtos que mais aumentou em consumo entre famílias brasileiras nos últimos 30 anos - consumidores que buscam um produto mais saudável e seguro quanto à higiene, além de ausência de sabor e odor residuais. Porém, mesmo a água mineral não é um produto estéril. A presença de bactérias neste produto está diretamente relacionada à sua qualidade, podendo indicar contaminações que podem ocorrer desde a captação até o envase. Com o objetivo de avaliar a qualidade microbiológica de águas minerais envasadas e comercializadas no Distrito Federal, foram analisadas 106 amostras de 4 fabricantes. As amostras foram analisadas quanto às cresenças de Coliformes totais e termotolerantes, Enterococos e Pseudomonas aeruginosa, segundo a Técnica do Número Mais Provável para 100ml, por tubos múltiplos. Nas amostras analisadas, foram encontrados Coliformes Totais em 17, das quais 12 pertenciam à marca A. Foi constatada a presença de Coliformes Termotolerantes em apenas 1 amostra (da marca A). Em relação a P. aeruginosa, em apenas 1 amostra foi encontrada tal contaminante. Nenhuma das amostras de água apresentou contaminação por Enterococos. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Brazil is one of the world’s top ten mineral water producers. Its consumption is increasing and accompanies world tendencies. According to IBGE (Brazilian Institute for Geography and Statistics), mineral water was one of the products which has had the greatest consumption increasing among Brazilian families for the past 30 years – consumers that look for a healthier and hygienic safer product, without residual taste and flavor. However, even mineral water is not a sterile product. The presence of bacteria in this product is directly related to its quality, and may indicate contaminations which might occur from its collection to its bottling process. Aiming to evaluate the microbiologic quality of mineral waters bottled and commercialized at Distrito Federal , 106 samples from 4 producers were analyzed for total and fecal coliforms, Enterococos and Pseudomonas aeruginosa presences, using the technique of the Most Probable Number for 100ml, por multiple tubes. In 17 of the analyzed samples, it was found total coliforms, 12 of which belonged to A Brand. It was verified the presence of fecal coliforms at only one sample (owned by A Brand). As for P. aeruginosa, in just one sample this contaminating bacterium was detected. None of the samples registered Enterococos contamination.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, 2007.
Aparece na Coleção:Tecnologia de Alimentos

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_AdrianaPereiraLima.pdf197.22 kBAdobe PDFver/abrir


Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.