Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/16374
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_ErickSabinoPereira_tcc.pdf516,78 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação da qualidade fisiológica de sementes e de grãos comerciais de genótipos de feijão
Autor(es): Pereira, Erick Sabino
Orientador(es): Fagioli, Marcelo
Assunto: Sementes - qualidade
Feijão
Data de apresentação: Dez-2016
Data de publicação: 27-Mar-2017
Referência: PEREIRA, Erick Sabino. Avaliação da qualidade fisiológica de sementes e de grãos comerciais de genótipos de feijão. 2016. v, 26 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade fisiológica de germinação e vigor grãos comerciais de diferentes genótipos de feijão comum (Phaseolus vulgaris L.), para ser utilizados como sementes. Foram utilizados grãos de seis genótipos de feijão comum e um do grupo Jalo, totalizando sete genótipos(Carioca-Estilo, Carioca-Aporé, Carioca-Paraná, Carioca-Delicia, Carioca-Quit, Carioca-Da Mamãe, Jalo-Radiante). Os lotes de grãos foram obtidos em supermercados e de produtores locais, com diferentes períodos de armazenamento. Para realização dos testes, foram utilizadas as instalações do Laboratório de Análise de Sementes (LASE) da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAV) da Universidade de Brasília (UnB). Para avaliação da qualidade fisiológica desses materiais foram aplicados os seguintes testes: teste padrão de geminação (TPG), em papel, teor de água (TA); envelhecimento acelerado (EA); peso de matéria verde (PMV); peso de matéria seca (PMS); comprimento de plântulas (COMP); indicie de velocidade de emergência de plântulas (IVE), condutividade elétrica de massa - (CE) e foi realizada em campo a emergência de plântulas (EC). Foi conduzido em um delineamento inteiramente casualizados, com quatro repetições, sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5%. Pela interpretação dos resultados pode-se concluir que no TPG obtivemos nos genótipos, Carioca-Da-Mamãe e Carioca-Quit uma porcentagem de germinação acima de oitenta por cento sendo pior abaixo de oitenta por cento o genótipo Carioca-Paraná. Teste de CE demonstraram que o genótipo Carioca-Paraná sofreu grande perda de lixiviados, sendo classificado com sementes de baixo vigor. Já o genótipo do grupo Jalo-Radiante foi classificado como alto vigor. Logo, os grãos comerciais ou sementes mal armazenadas podem apresentar baixa qualidade fisiológica de germinação e vigor. Os baixos vigores de grãos comerciais, não conferem aos mesmos para serem usados como sementes.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2016.
Aparece na Coleção:Agronomia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons