Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/16333
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_SulianLuisiDeOliveira_tcc.pdf286,52 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A formação da identidade do poeta Manoel de Barros : análise da trilogia “Memórias Inventadas"
Autor(es): Oliveira, Sulian Luisi da Silva de
Orientador(es): Rodrigues, Fabricia Walace
Assunto: Barros, Manoel de, 1916-2014
Literatura brasileira
Poesia
Análise literária
Data de apresentação: Nov-2015
Data de publicação: 22-Mar-2017
Referência: OLIVEIRA, Sulian Luisi da Silva de. A formação da identidade do poeta Manoel de Barros: análise da trilogia “Memórias Inventadas". 2015. 11 f. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Letras Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Este artigo busca, através da análise dos poemas encontrados nos livros da trilogia de Manoel de Barros: “Memórias inventadas – A Infância (2003)”, “Memórias Inventadas – A Segunda Infância (2006)” e “Memórias Inventadas – A Terceira infância (2008)”, comprovar que as memórias descritas pelo eu lírico – termo do qual iremos nos furtar devido à mistura de papeis entre o sujeito de Manoel e o sujeito do Poema – não são apenas as lembranças saudosas de um menino que viveu na roça. As análises dos poemas nos levaram a perceber que a formação e a identidade deste autor que rompeu com os valores da Literatura vigentes até então e trouxe uma nova forma de enxergar o que pode ser arte, vêm desde a infância, quando em meio as brincadeiras ele se reconhecia como poeta e via que sua realidade, vista como sem valor pela sociedade, poderia ser matéria de produção literária, e consequentemente ser reconhecida como Literatura.
Abstract: This paper seeks, through analyzing the poems found in the books of Manoel de Barros trilogy: "The Childhood", "The Second Childhood" and "The Third Childhood", proving that the memories described by the lyrical I - term from which we are going to steal ourselves due to the role mix between Manoel the subject and the subject from the Poem - those not only the nostalgic memories of a boy who used to live in the farm. The analysis of the poems led us to realize that the formation and the identity of this author who broke the values of the current Literature to this day and brought a new way of seeing what can be art, comes since the childhood, when among playing, he recognized himself as a poet and saw that his reality, seen as worthless by society, could be matter of literary production, and consequently be recognized as Literature.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Curso de Licenciatura em Letras - Português e Respectivas Literaturas, 2015.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons