Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/16215
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_LorenaDeMeloSantos_tcc.pdf1,16 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Consultório de/na rua : desafios na atenção à população em situação de rua usuária de álcool e outras drogas
Autor(es): Santos, Lorena de Melo
Orientador(es): Marques, Carla Pintas
Assunto: Alcoolismo
Drogas - abuso - tratamento
População em situação de rua
Consultório na rua
Data de apresentação: 30-Nov-2016
Data de publicação: 9-Mar-2017
Referência: SANTOS, Lorena de Melo. Consultório de/na rua: desafios na atenção à população em situação de rua usuária de álcool e outras drogas. 2016. 106 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Introdução: A População em Situação de Rua é um grupo diverso que vive nas ruas das cidades e tem em comum a pobreza e vínculos familiares interrompidos. São afetados por problemas de saúde como: a tuberculose, DST, HIV e AIDS, álcool e drogas, problemas de saúde bucal, etc. Com o intuito de promover o acesso desse grupo aos serviços de saúde, foram criados os Consultórios na Rua que são dispositivos da Atenção Básica com equipes itinerantes e multidisciplinares que atuam sob a perspectiva da Redução de Danos. Objetivos: Identificar os desafios na atuação do Consultório na Rua frente à População em Situação de Rua usuária de Álcool e Outras Drogas, disponíveis na literatura científica e publicadas de 2009 a 2015. Metodologia: Esta é uma pesquisa de natureza exploratória e o delineamento adotado é a Pesquisa Bibliográfica. A busca nas bases de dados foi feita no período de setembro a outubro de 2016. Na análise, as respostas da pergunta de pesquisa foram organizadas de acordo com a pertinência de seus temas comuns. Resultados: Com base nos critérios de seleção definidos na pesquisa, foram escolhidos 3 artigos, 3 dissertações, 1 monografia e 1 tese (8 trabalhos). Identificou-se os seguintes desafios na atuação do Consultório na Rua frente à População em Situação de Rua usuária de Álcool e outras Drogas: falta de articulação intersetorial da rede de apoio; dificuldade de acesso da População em Situação de Rua na rede; dificuldades na abordagem na rua e com o público alvo, além dificuldades na reinserção familiar e social; falta de insumos, de estrutura e de investimentos; falta de qualificação dos profissionais e dificuldade na delimitação de atribuições no trabalho; rotatividade da equipe e reduzida quantidade de profissionais. Considerações finais: O estudo possibilitou identificar diversos desafios enfrentados pelos profissionais do Consultório de Rua frente à População em Situação de Rua usuária de Álcool e outras Drogas, podendo servir como base para reflexões das práticas de saúde e também no apoio de estudos para a melhoria das políticas, servindo de aporte teórico para os gestores.
Abstract: Introduction: The homeless population is a group of people who lives in the streets of town and have poverty and broken family ties and common. They are affect by healty issues like tuberculosis, STD, HIV and AIDS; alcohol and drugs, oral health issues, etc. In order to promote the acess to health services to these people, health offices in the streets were created which are Basic Attention devices, with itinerant and multidisciplinary teams that work from the perspective of harm reduction. Objective: Identify the challenges in the practice of the Street Health Offices in front of the homeless population user of alcohol and drugs, available in the scientific literature from 2009 to 2015. Methodology: This is a exploratory research and the delimitation chosed is bibliographic research. The search in the databases was done from september to october 2016. In the analysis, the answers of the reserch questions were organized according to the relevance of their common themes. Results: Based on the standards defined in the research, 3 articles, 3 dissertations, 1 monografie and 1 thesis were chosen. The following challenges were identified in the work of the health offices in the streets, front the population with abuse of alcohol and other drugs issues: lack of intersectoral articulation of the support network; trouble of acess in the health network by the homeless people; trouble in approaching the targed audience and trouble with family and social reintegration; lack of inputs, structure and investments; lack of qualification professionals and trouble delimiting assignments at work; turnover staff and reduced number of professionals. Final considerations: The research made it possible to identify the challenges faced by the professionals of the Streets Health Offices, in front of the homeless people in abuse of alcohol and drugs, coming to serve as a basis for reflection on health practices and also to suppoprt studies do improve policies, serving as a theoretical contribuition to managers.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Graduação em Saúde Coletiva, 2016.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva - Campus UnB Ceilândia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons