Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/16109
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_FilipeSchneiderMartins_tcc.pdf453,9 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Uma aplicação da Lei de Newcomb-Benford nas demonstrações financeiras dos bancos brasileiros
Autor(es): Martins, Filipe Schneider
Orientador(es): Forster, Rubens Peres
Assunto: Lei de Benford
Banco Central do Brasil
Auditoria
Bancos
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 23-Fev-2017
Referência: MARTINS, Filipe Schneider. Uma aplicação da Lei de Newcomb-Benford nas demonstrações financeiras dos bancos brasileiros. 2016. 48 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Ciências Contábeis)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Segundo a Circular n° 1.273/87 do Banco Central do Brasil, as instituições financeiras autorizadas a operar devem estabelecer as diretrizes necessárias à obtenção e divulgação de informações econômico-financeiras atualizadas, que demonstrem com fidedignidade a situação patrimonial das mesmas e que possibilitem analisar, avaliar e controlar seu desempenho no contexto do Sistema Financeiro Nacional. Diante a isso, a realização de auditorias faz-se necessária no intuito de garantir a veracidade e legitimidade de tais demonstrativos. A Lei de Newcomb-Benford, é uma das diversas ferramentas utilizadas nos procedimentos de auditoria, na qual observa-se uma predominância na frequência dos algarismos 1, 2 e 3 nos primeiros dígitos dos números. Assim, o presente trabalho tem por objetivo comprovar a aplicabilidade dessa lei, fazendo uso de dados advindos das instituições bancárias brasileiras para os exercícios de dezembro de 2013, 2014 e 2015. Os resultados obtidos na realização dos testes estatísticos (Z e χ²) nas contas Caixa, Depósitos Bancários, Contas de Resultado Devedoras e Contas de Resultado Credoras demonstram conformidade de tais contas com os pressupostos da lei, o que permite a assertiva de inexistência de indícios de erros ou fraudes nas empresas estudadas segundo a Lei de Newcomb-Benford.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas, Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais, 2016.
Aparece na Coleção:Ciências Contábeis



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons