Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15928
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_LiseaneAlbrechtLuzdaSilva.pdf699,1 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação de diabéticos antes e após a inserção de um programa de exercício físico
Outros títulos: Diabetic assessment before and after insertion of a physical exercise program
Autor(es): Silva, Liseane Albrecht Luz da
Orientador(es): Santana, Luísiane de Ávila
Assunto: Diabetes
Diabéticos
Exercícios físicos
Qualidade de vida
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 1-Fev-2017
Referência: SILVA, Liseane Albrecht Luz da. Avaliação de diabéticos antes e após a inserção de um programa de exercício físico. 2015. 39 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Fisioterapia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Objetivo: Quantificar o grau de força, flexibilidade, sensibilidade e as características do pé diabético através da avaliação funcional. Verificar a glicemia capilar e a hemoglobina glicada, antes e após a inclusão dos sujeitos em programa de exercício físico. Métodos: A amostra foi composta por 19 sujeitos diabéticos tipo 2, sendo a maioria do sexo feminino com média de idade de 67,9 anos, que participam do Projeto de Extensão Doce Desafio e avaliados por meio da característica do pé, sensibilidade com monofilamento tipo Semmes-Weinstein, teste de força muscular e flexibilidade na dorsiflexão e plantiflexão após um programa de exercício físico. Ainda foi avaliada a glicemia capilar após cada sessão e a hemoglobina glicada. Resultados: Verificou-se que a característica mais frequente tanto no pré como no pós foi a pele seca e micose ungueal, o valgismo foi a deformidade mais comum no pré, e no pós foi dedos em garra e valgismo. Não houve diferença na força muscular, flexibilidade e sensibilidade dos sujeitos, sendo o monofilamento 2,0g mais frequente tanto no pré como no pós. Houve diferença estatística significativa na redução dos índices glicêmicos e hemoglobina glicada. Conclusão: destaca-se a importância da avaliação ambulatorial de fácil acesso e baixo custo para a realização do diagnóstico precoce antes que haja perda neural. Mesmo não havendo diferença estatística, cabe salientar que o programa não continha exercícios específicos para o pé diabético, mas já é suficiente para a manutenção dessas estruturas trazendo um controle glicêmico para esses pacientes melhorando a qualidade de vida dos mesmos.
Abstract: PURPOSE: To quantify the degree of strength, flexibility, sensitivity and diabetic foot characteristics through functional evaluation. Check blood glucose and glycated hemoglobin before and after the inclusion of subjects in physical exercise program. METHODS: The sample consisted of 19 diabetic subjects type 2 , mostly females with a mean age of 67.9 years, who participate in the Doce Desafio Extension Project and evaluated by foot characteristics, sensitivity monofilament type Semmes-Weinstein, muscle strength test and flexibility in dorsi flexion and plantar flexion after a physical exercise program. Still it was evaluated blood glucose after each session and glycated hemoglobin. RESULTS: It was found that the most frequent feature of both pre and post was dry skin and nail mycosis, valgus deformity was the most common in the pre and post was claw toes and valgus. There was no difference in muscle strength, flexibility and sensitivity of the subjects, and the most frequent monofilament in both the pre and post was 2.0g. There was a statistically significant difference in reducing glycemia and glycated hemoglobin. CONCLUSION: we highlight the importance of outpatient evaluation of easy access and low cost for the realization of early diagnosis before there is neural loss. While there is no statistical difference it should be noted that the program did not contain specific exercises for the diabetic foot, but is sufficient for the maintenance of these structures bringing a glycemic control in these patients.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Fisioterapia, 2015.
Aparece na Coleção:Fisioterapia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons