Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15898
Título: Sala de recursos multifuncional e seu funcionamento no atendimento educacional especializado em uma escola de Rio Branco - Acre
Autor(es): Souza, Naíde Caetano de
Orientador(es): Nogueira, Cleia Alves
Assunto: Inclusão escolar
Professores - formação
Atendimento educacional especializado
Alunos com Necessidades Educacionais Especiais (ANEEs)
Data de apresentação: 28-Nov-2015
Referência: SOUZA, Naíde Caetano de. Sala de recursos multifuncional e seu funcionamento no atendimento educacional especializado em uma escola de Rio Branco - Acre. 2015. 48 f. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Rio Branco, 2015.
Resumo: O atendimento Educacional Especializado ofertado através da Sala de Recurso Multifuncional tem levantado muitos questionamentos pelos professores da sala de aula regular em relação a seu funcionamento. Diante deste contexto, o objeto desta pesquisa foi analisar o Atendimento Educacional Especializado ofertado na Sala de Recursos Multifuncional de uma escola de Rio Branco de acordo com as leis vigentes no Brasil acerca da Inclusão Escolar. Tendo como objetivos específicos: a) Verificar a forma na qual é realizado o funcionamento e atendimento da Sala de Recursos Multifuncionais, bem como, a qualificação do profissional atuante neste espaço; b) Analisar se o atendimento prestado pelos profissionais atuantes na sala de recursos multifuncionais é suficiente para a promoção da aprendizagem dos alunos com Necessidades Educacionais Especiais; c) Observar se os materiais disponíveis na sala de recursos são utilizados pelos alunos com NEE’s. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, utilizando como instrumento de coleta de dados o questionário, realizada numa escola pública estadual na cidade de Rio Branco-Acre. Participaram da pesquisa dois professores da sala de aula regular e dois da sala de Recurso Multifuncional. Os resultados indicaram que os atendimentos dos alunos com NEE’s dependem da especialização e da dedicação do professor do AEE, pois enquanto que um professor realiza os atendimentos conforme orienta os documentos legais, outros deixam a desejar. Contudo, a parceria entre família, escola e comunidade tem sido o marco para que a inclusão aconteça.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_NaideCaetanoDeSouza_tcc.pdf770.55 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons