Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15897
Título: A brincadeira como recurso auxiliar ao desenvolvimento, aprendizagem e inclusão da criança com necessidades educacionais especiais
Autor(es): Dias, Marilza Merenciana
Orientador(es): Rossato, Maristela
Martins, Luiz Roberto Rodrigues
Assunto: Aprendizagem
Alunos com Necessidades Educacionais Especiais (ANEEs)
Inclusão escolar
Desenvolvimento humano
Brincadeiras
Data de apresentação: 28-Nov-2015
Referência: DIAS, Marilza Merenciana. A brincadeira como recurso auxiliar ao desenvolvimento, aprendizagem e inclusão da criança com necessidades educacionais especiais. 2015. 74 f. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: Esta pesquisa é resultado de uma reflexão acerca do ato de brincar, atividade que se faz presente no cotidiano da criança de forma livre ou dirigida, ação significativa que tem seu lugar garantido por lei. O objetivo geral buscou compreender como a brincadeira contribui para a promoção da aprendizagem da criança com NEE. A investigação foi desenvolvida no âmbito da pesquisa qualitativa, que reflete a participação dos envolvidos de forma ativa completando as lacunas que, porventura, provierem da observação resultando em informação coerente dos comportamentos observados, no que diz respeito à aprendizagem e inclusão da criança por meio do brincar. A pesquisa contou com a participação de quatro professoras que atuam em uma creche no município de Santana do Paraíso, MG e uma classe de crianças de quatro anos, sobretudo, uma que apresenta NEE. A investigação apontou as considerações elencadas: sobre os profissionais da instituição, ainda há aqueles que encontram presos à falta de recursos materiais ou humanos para exercerem práticas inclusivas por meio do brincar. Em compensação há os que prestam o trabalho pautado na ética e o respeito fazendo da inclusão um exercício em sua praxe, como a professora da classe do maternal II proporcionando-nos o entendimento que, a inclusão é uma ação aprendida e subsidiada pela tomada de consciência da pessoa. Sobre a brincadeira comprovou-se várias vezes no decorrer da pesquisa que é um recurso que contribui para aumentar o potencial da criança com desenvolvimento típico ou atípico.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_MarilzaMerencianaDias_tcc.pdf660.98 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons