Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15796
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_LuciaAparecidaGoncalvesVillela_tcc.pdf685,13 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Violência doméstica contra criança : relação entre o desequilíbrio emocional infantil e inclusão escolar
Autor(es): Vilela, Lúcia Aparecida Gonçalves
Orientador(es): Viana, Maria Tereza Barros
Assunto: Violência doméstica
Violência nas crianças
Inclusão escolar
Emoções nas crianças
Data de apresentação: 28-Nov-2015
Data de publicação: 18-Jan-2017
Referência: VILELA, Lúcia Aparecida Gonçalves. Violência doméstica contra criança: relação entre o desequilíbrio emocional infantil e inclusão escolar. 2015. 39 f. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: O estudo proposto tem como tema a abordagem sobre a violência doméstica contra criança e a relação entre os transtornos emocionais infantis e a inclusão escolar. O objetivo deste trabalho é enfatizar como os tipos mais comuns de violência doméstica contra crianças podem desencadear desequilíbrio emocional, trazendo consequências para o seu desenvolvimento, e como esses transtornos podem interferir na necessidade de inclusão escolar. A proteção da família é essencial para o desenvolvimento saudável da criança e quando isto não acontece a escola, por fazer parte dos primeiros vínculos sociais da criança, tende a assumir este papel protetor. É necessário que ela esteja preparada para receber esse aluno, bem como os professores estejam capacitados para tal. O trabalho também buscou compreender como os professores lidam no seu dia a dia no trato de crianças com desequilíbrio emocional provenientes da violência doméstica e de suas angústias e suas dúvidas com o objetivo de buscar alternativas que visem melhorar o processo de inclusão. Identificar o impacto do desequilíbrio emocional proveniente de violência doméstica e fazer a inclusão deste aluno na escola demanda um conhecimento mais aprofundado sobre o assunto. Inicialmente, a pesquisa foi centrada na análise da compreensão dos tipos mais comuns de violência doméstica contra criança. Num segundo momento, argumentou-se sobre os impactos do desequilíbrio emocional provenientes da violência doméstica contra criança. E, por fim, abordou-se a importância do papel da escola no enfrentamento da violência doméstica contra criança. O presente estudo mostrou também a importância da articulação da escola com os profissionais da saúde e da área social buscando entender a criança, num todo, enquanto um ser biopsicossocial e, com isso, trazer uma melhor compreensão de alguns comportamentos não adaptativos dentro do ambiente escolar, ampliando os olhares para novas alternativas para a inclusão escolar.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons