Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15686
Título: Ciclo de debate e formação na EJA : enfrentando a violência (física e moral) na escola
Autor(es): Nascimento, Márcio Braz do
Orientador(es): Sanz, Cláudia Guilmar Linhares
Tema: Educação de Jovens e Adultos (EJA) : DF : 3º Segmento : Cidadania e Associativismo - Cidadania/Emancipação
Assunto: Educação de Jovens e Adultos (EJA)
Educação
Violência na escola
Cidadania
Data de apresentação: Nov-2015
Referência: NASCIMENTO, Márcio Braz do. Ciclo de debate e formação na EJA: enfrentando a violência (física e moral) na escola. 2015. 130 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania - EJA)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: Este Projeto de Intervenção local – PIL tem por objetivo conscientizar os protagonistas da Comunidade Escolar do CED 02 de Taguatinga, especialmente, alunos, professores e pais para o reconhecimento, o entendimento e a superação das ocorrências de violências físicas, morais e simbólicas – produzidas e vivenciadas nas relações escolares como fenômeno social contemporâneo. Nesse sentido, o PIL propõe como metodologia de ação pedagógica e política para a comunidade escolar local a criação, o desenvolvimento e a avaliação processual de uma consciência dialógica (diálogos) e dialética (crítica de conteúdos em ação mútua interacionista) pelos atores da escola – alunos de EJA (1º, 2º e 3º segmento), pais e responsáveis, professores, auxiliares, especialistas e técnicos em Educação. A partir da vivência de “Ciclos de Debate e Formação”, pretendemos contribuir para uma possível experiência de cidadania real: reconhecimento e valorização da diversidade cultural e humana, na perspectiva do multiculturalismo e no princípio da alteridade. Nosso projeto de intervenção tem como tema central, portanto, a violência urbana transportada e desenvolvida na e pela Educação, e o problematiza, investigando e debatendo com a comunidade escolar possíveis causas da violência humana (psicoemocionais, intrapessoais, intrapsicológicas e sociohistóricas). Tal análise se baseia, em primeiro lugar, no diagnóstico acerca da realidade do CED 02 de Taguatinga – construído por significativa coleta de dados – de alunos e professores, registros disciplinares e análise das demandas de violência escolar – e por uma pesquisa participante – entrevistas a comunidade e observação de campo. Em segundo lugar, nosso projeto também confronta os dados levantados com as análises da pesquisa bibliográfica, utilizando como referencial teórico autores como Mirian Abromavay, Maria das Graças Rua, Júlio Groppa Aquino, Marcus Eugênio Oliveira Lima, Marcos Emanoel Pereira e Lev Vigotsky. A partir dos resultados da pesquisa bibliográfica qualitativa e da prática de campo constatou-se que a Pedagogia Histórico – Cultural de Vigotsky, na qual a cultura e os saberes dos alunos são valorizados no processo de ensino e aprendizagem (proposta do Projeto Político Pedagógico da SEDF, em vigor); os atendimentos psicoemocionais e pedagógicos da SOE e das Salas Generalistas; as aulas interdisciplinares (projetos pedagógicos e esportivos da escola); e, principalmente, o olhar/diálogo para além de o “aluno problema” podem intervir minimizando os processos de violência, contribuir na formação de alunos solidários ao processo formativo escolar e, principalmente, afinar a parceria escola-família-sociedade. Forma-se, deste modo, a hipótese de que o PIL “Ciclo de Debate e Formação”, a ser aplicado no ano de 2016, possa gerar uma cultura de diálogo e mediação de conflitos, a partir da percepção das violências como violação de direitos e impactar na mudança substancial: de alunos, pais e professores como sujeitos históricos dialéticos, que transformam a própria realidade social.
Abstract: This Project of Local Intervention - PLI aims to aware the protagonists of school community from CED 02 in Taguatinga, specially, students, teachers and parents for the recognition, the understanding, and overcoming of violence occurrences: physical, moral and symbolic – they are produced and lived in school relationships as a contemporary social phenomenon. This intent, the PLI proposes as a pedagogical and political action methodology for the local school community the creation, the development and the procedural grading of a dialogic (dialogue) conscience and dialectic (content criticism in mutual action integrationist) by school actors: EJA students (1st, 2nd, 3rd segment), parents and responsible, teachers, assistants, specialists and Education Technicians. From living of “cycles of Debate and Formation”, we intend to contribute to a possible experience of real citizenship: recognition and valorization of cultural and human diversity, in the multiculturalism perspective and in the principle of otherness. Our intervention project has its central theme; however, the urban violence transported and developed in and for Education, and problematizes, investigating and debating with school community possible causes of human violence (psych emotional, intrapersonal, intra psychological and social historical). This analysis is based, first, in diagnoses about the reality of CED 02 in Taguatinga – built by a meaningful data collection – of students and teachers, discipline records and analyses of school violence demand – and also by a participant research – interview with community and filed observation. Second, our project also confront surveyed data with analyses of bibliographic research, making use of theoretical reference of authors such as: Miriam Abromavay, Maria das Gracas Rua, Júlio Groppa Aquino, Marcus Eugênio Oliveira Lima, Marcos Emanoel Pereira and Lev Vigotsky whose culture and students´ knowledge are valorized in the process of teaching learning (Current Propose of Pedagogical Political Project of SEDF); the psych emotional appointments of SOE and General Rooms; the interdisciplinary classes (pedagogical and sportive school project); and, mainly, the view/dialogue besides the “problem student” can make an intervention diminishing violence problems, contribute in forming solidary students to forming school process and, specially, refine partnership school-family-society. This way, it is created, the hypothesis that PLI: “Cycles of Forming Debates”, to be applied in 2016, can generate a culture of dialogues and conflicts measuring, from the perception of violence as a right violation, and to impact a generous changing: of students, parents and teachers as historical dialectic subjects who transform their own social reality.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Faculdade de Educação, III Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA, 2015.
Coorientador(es): Santos, Cláudio Amorim dos
Aparece na Coleção:Educação na Diversidade e Cidadania - EJA

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_MárcioBrazDoNascimento_tcc.pdf1.03 MBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons