Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15643
Título: O ensino-aprendizagem de artes no contexto do Curso Técnico em Controle Ambiental integrado à EJA em uma escola do campo : fortalecendo a integração
Autor(es): Fagundes, Júlia Brito
Orientador(es): Sales, Márcia Castilho de
Tema: Educação de Jovens e Adultos (EJA) : DF : 3º Segmento : Diversidade na EJA - Educação do Campo
Assunto: Educação de Jovens e Adultos (EJA)
Arte na educação
Educação do campo
Ensino profissional
Data de apresentação: Out-2015
Referência: FAGUNDES, Júlia Brito. O ensino-aprendizagem de artes no contexto do Curso Técnico em Controle Ambiental integrado à EJA em uma escola do campo: fortalecendo a integração. 2015. 21 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania - EJA)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O presente trabalho consiste na realização de um Projeto de Intervenção Local (PIL) pautado pelos princípios da Pesquisa-ação (BARBIER, 2002) junto aos estudantes matriculados na primeira turma do curso Técnico em Controle Ambiental integrado à EJA, inaugurado no primeiro semestre de 2015 na escola do campo CED Irmã Maria Regina Velanes Régis, situada no Núcleo Rural Rodeador em Brazlândia-DF. Desenvolvida como parte da formação no curso de pós-graduação “Cidadania e Diversidade na EJA”, pela FE/UnB, a presente pesquisa-ação busca compreender de forma dialógica e participativa de que forma a disciplina da área propedêutica artes se insere no currículo do Curso Técnico em Controle Ambiental. Desse modo, uma importante ação que faz parte deste PIL é provocar a construção de tempos/espaços de reflexão e pesquisa coletiva a fim de garantir a participação da comunidade escolar na formulação de um currículo integrado à nossa realidade em busca da continuidade no desenvolvimento do Plano de Curso, numa perspectiva emancipadora e comprometido com a formação integral dos futuros profissionais (BRASÍLIA, 2014b). Concretamente, nas aulas de artes, os métodos que sustentam essa ação são o diário de bordo, na perspectiva de Paulo Freire (2011); a poética do Teatro do Oprimido, de Augusto Boal (1975) e o Porta-fólio, na perspectiva de Benigna Villas Boas (2004).
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, III Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA, 2015.
Coorientador(es): Santos, Cláudio Amorim dos
Aparece na Coleção:Educação na Diversidade e Cidadania - EJA

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_JuliaBritoFagundes_tcc.pdf325.24 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons