Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15448
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_MateusEurichArrais_tcc.pdf296,54 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A marcha para o oeste e o estado novo : a conquista dos sertões
Autor(es): Arrais, Matheus Eurich
Orientador(es): Barroso, Eloísa Pereira
Assunto: Vargas, Getúlio, 1882 - 1954 - política e governo
Propaganda política
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 4-Jan-2017
Referência: ARRAIS, Matheus Eurich. A marcha para o oeste e o estado novo: a conquista dos sertões. 2016. 17 f. Monografia (Bacharelado em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: A Marcha para o Oeste foi um movimento ocorrido durante a Era Vargas (1930-1945), especificamente no Estado Novo (1937-1945). O projeto governamental de Vargas a época visava consolidar um estado intervencionista e nacionalista em diversos setores, como, por exemplo, na divulgação do regime. A partir da análise das revistas Cultura Política e Oeste, além do livro Marcha para o Oeste associados aos discursos de Vargas proferidos à época da Marcha, esse artigo tem como objetivo mostrar que os órgãos de controle das propagandas arquitetaram toda a construção da Marcha visando legitimá-la no imaginário popular. Os símbolos foram muito importantes para a produção das propagandas, o que os torna é indispensáveis para a análise das revistas e do livro. Portanto, ao lidar com essas fontes, o historiador tem a possibilidade de ater-se à construção dos seus significados. Em suma a intenção é mostrar, como se construiu um projeto de integração da nação com características pré-definidas pela ideologia do Estado Novo e como isso permeou toda a concepção da Marcha Para o Oeste.
Abstract: The March to the West was a movement that occurred during the Vargas Era (1930-1945), specifically on New State (1937-1945). In those days, the Vargas government aimed to consolidate a nationalist and interventionist state , such as, tax breaks, lowered duties, and import quotas to expand the domestic industrial base. Based on the analysis of “The Culture Policy and West” magazines, in addition to the book "March to the West" connected with the Vargas speeches given at the time of the march, this article have goal to show organs of control of advertisements designed to construct legitimate of the march on the popular imaginary. The symbols were very important for the production of the advertisements, which makes them indispensable for the analysis of the magazines and the book. Therefore, in dealing with these sources, the historian has the possibility to stick to the construction of meanings. The intention is to show how a project of integration of the nation with characteristics pre-defined by the New State ideology was constructed and how this permeated the entire conception of the March to the West.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Programa de Graduação em História, 2016.
Aparece na Coleção:História



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons