Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/1539
Título: Avaliação dos valores e práticas que caracterizam a cultura organizacional da Secretaria Judiciária do Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Autor(es): Colombelli, Ricardo Luiz
Orientador(es): Faria, Maria de Fátima Bruno de
Assunto: Cultura organizacional
Comportamento organizacional
Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Data de apresentação: 2009
Data de publicação: 21-Fev-2011
Referência: COLOMBELLI, Ricardo Luiz. Avaliação dos valores e práticas que caracterizam a cultura organizacional da Secretaria Judiciária do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 2009. 38 f. Monografia (Especialização em Gestão Judiciária)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: O presente estudo teve por objetivo avaliar valores e práticas organizacionais que orientam a cultura organizacional da Secretaria Judiciária do Superior Tribuna de Justiça (STJ) por meio de uma amostra constituída por 132 servidores. Para tanto, o estudo optou por combinar uma pesquisa descritiva e aplicada quanto aos fins a que se destina e bibliográfica e de campo quantos aos meios de investigação, baseando-se, assim, em uma revisão da literatura atinente ao tema aliada a uma pesquisa quantitativa que teve por meio do Instrumento Brasileiro de Avaliação de Cultura Organizacional (IBACO) – idealizado por Ferreira et al (2002) para medir práticas e valores organizacionais atinentes ao relacionamento interpessoal, à recompensa e ao treinamento, à integração com o cliente externo, à rigidez na estrutura hierárquica do poder, à satisfação e bem-estar e, por fim, aos profissionalismos cooperativo e competitivo em dada organização. Foram realizadas Correlações de Pearson donde se concluiu pela coexistência, naquela Secretaria, de traços culturais de duas culturas organizacionais bem distintas – uma burocrática e outra empreendedora, em razão da coexistência de dois quadros bem distintos de servidores, a saber, um jovem, recém-ingresso, altamente qualificado e em sua maioria composto por técnicos judiciários (nível médio) e outro composto por servidores antigos, com muitos anos de casa e em sua maioria analistas judiciários (nível superior).
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, 2009.
Aparece na Coleção:Gestão Judiciária

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_RicardoLuizColombelli.pdf175.57 kBAdobe PDFver/abrir


Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.