Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/1537
Título: Discurso organizacional em gestão de pessoas em uma organização pública federal
Autor(es): Costa, Idalmo Cardoso da
Orientador(es): Siqueira, Marcus Vinícius Soares
Assunto: Discurso organizacional
Estilos gerenciais
Serviço público - administração de pessoal
Desenvolvimento gerencial
Data de apresentação: 2009
Data de publicação: 21-Fev-2011
Referência: COSTA, Idalmo Cardoso da. Discurso organizacional em gestão de pessoas em uma organização pública federal. 2009. 73 f. Monografia (Especialização em Gestão Judiciária)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo identificar os reflexos da transição do modelo burocrático para o modelo gerencial numa organização pública federal e analisar qual o discurso organizacional em gestão de pessoal está presente à luz do crescente gerencialismo e dos novos patamares de desempenho requeridos dos mesmos. Além de investigar a existência de ferramentas do modelo gerencialista na organização, identificar as conseqüências para os servidores e descrever como estão reagindo à transição. As relações estabelecidas para o estudo foram do modelo burocrático ao modelo gerencial, o gerencialismo e seus discursos e os discursos em gestão de pessoas. A pesquisa foi realizada com quatro profissionais ligados à gestão de pessoas na Instituição. O instrumento utilizado foi a entrevista semi-estruturada, composta por um roteiro de 12 questões baseadas em diversos aspectos, como por exemplo, conceitos e como percebem as formas de dominação, pressões sobre os servidores e resistências destes frente à transição, adaptação às novas ferramentas gerenciais e conseqüências para as condições de trabalho. As questões foram submetidas aos sujeitos de forma a deixá-los à vontade para se expressar da maneira mais conveniente e livre. Foi utilizado equipamento eletrônico de gravação das falas, a fim de preparar as transcrições para análise e categorização. Da análise resultaram três categorias definidas como 1 – transição burocracia x modelo gerencial na ótica dos gestores de pessoas, 2 - gestão pública e privada: diferenças e semelhanças na percepção da gestão de pessoas e 3 – resistências, pressões, discursos organizacionais em gestão de pessoas e conseqüências para os servidores públicos. Os resultados demonstraram a existência de diversas ferramentas do modelo gerencial sobrepostas à burocracias relacionadas ao referencial teórico estudado, os quais demonstrarão que a burocracia é vista como algo negativo; os gestores sabem diferenciar a gestão pública e privada; o discurso gerencial está presente na instituição e é aplicado por intermédio da sedução; a pressão via ferramentas gerenciais existem e as resistências idem; e o discurso em gestão de pessoas está bastante influenciado pela cultura do management, entre outras. Sugere-se, com base nos resultados, outros estudos que permitam aprofundar essas e outras questões relacionadas ao mundo do trabalho dos servidores públicos frente à transição.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, 2009.
Aparece na Coleção:Gestão Judiciária

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_IdalmoCardosodaCosta.pdf226.74 kBAdobe PDFver/abrir


Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.