Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15338
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_TiagodeOliveiraVelosoSilva_tcc.pdf293,94 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Saga dos volsungos : uma análise de feitiçaria, fertilidade e simbolismo do lobo
Autor(es): Silva, Tiago de Oliveira Veloso
Orientador(es): Fonseca, Celso Silva
Assunto: Feitiçaria
Fertilidade
Saga dos Volsungos
Data de apresentação: Dez-2016
Data de publicação: 23-Dez-2016
Referência: SILVA, Tiago de Oliveira Veloso. Saga dos volsungos: uma análise de feitiçaria, fertilidade e simbolismo do lobo. 2016. 22 f. Monografia (Bacharelado e Licenciatura em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: A Saga dos Volsungos trata de um assunto específico, a jornada de uma família e seus feitos, e dentro desta narrativa pode-se analisar alguns pontos: como a sociedade escandinava se estruturava; a posição das mulheres na sociedade; estereótipos de masculinidade; estrutura familiar e laços matrimoniais; cerimônias e rituais, e honra. Além de uma análise da sociedade, pode-se também debruçar-se sobre as simbologias pagãs presentes no texto e o que elas significavam para os escandinavos — o significado da metáfora do lobo. Também existe a possibilidade de analisar a obra de forma a entender quais foram as reproduções cristãs que o autor (ou autores) desconhecido(s) inseriu na obra, uma vez que o autor (ou autores) era parte de uma cultura cristã, ainda que numa sociedade descendente de outra pagã. Dentre as inúmeras possibilidades de análise da Saga dos Volsungos, este artigo irá analisar as passagens em que o autor(es) aponta aspectos, que uma vez examinados, permitirão entender a sociedade escandinava durante a Era Viking, neste caso, os pontos específicos que tocam a representação da maçã como símbolo de fertilidade, o lobo e sua imagem metafórica, e por último a feitiçaria feminina.
Abstract: The Saga of the Volsungs talks about a specific matter, the journey of a Family and their deeds, e within this narrative it’s possible to analyse some items: how the scandinavian society was structured; the position of women in society; stereotypes of masculinity; family structure and marriage bonds; ceremonies and rituals, and honor. In addition to an analysis of the society, one can also look at the pagan symbologies present in the text and what they meant to the Scandinavians - the metaphoric meaning of the wolf. There is also the possibility of analyzing the work in order to understand the christian reproductions that the unknown author(s) inserted in the work, since the author (or authors) was part of a christian culture, even though descendant of a pagan society. Among the numerous possibilities of analysis of the Saga of the Volsungs, this article will analyze the passages in which the author(s) points aspects, that once examined, will allow to understand the Scandinavian society during the Viking Era, in this case, the specific points that involve the representation of the apple as a symbol of fertility, the wolf and its metaphoric image, and lastly the female sorcery.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Graduação em História, 2016.
Aparece na Coleção:História



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons