Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15071
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_IrenedaSilvaCorreia_tcc.pdf560,06 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Espaço lúdico : a música como forma de intervenção na hospitalização infantil
Autor(es): Correia, Irene da Silva
Orientador(es): Fangel, Leticia Meda Vendrusculo
Assunto: Crianças doentes
Música - efeito fisiológico
Terapia ocupacional para crianças
Data de apresentação: 3-Dez-2014
Data de publicação: 20-Out-2016
Referência: CORREIA, Irene da Silva. Espaço lúdico: a música como forma de intervenção na hospitalização infantil. 2014. 34 f., il. Monografia (Bacharelado em Terapia Ocupacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Com a imaginação tudo se torna possível, as crianças utilizam da imaginação para construir seu mundo de acordo com suas vivências, sendo a música parte deste mundo lúdico e se mostrando como recurso a possibilitar que essas crianças expressem sentimentos que a hospitalização pode acarretar como medo, agressividade, ansiedade e tensão sobre seu estado de saúde. Objetivos: O objetivo deste trabalho foi compreender as contribuições da música utilizada como recurso lúdico na intervenção a crianças hospitalizadas, agregando suas contribuições na forma de intervenção da Terapia Ocupacional na área hospitalar infantil. Metodologia: Este trabalho é composto de uma revisão sistemática, onde foi realizado levantamento nas bases de dados bibliográficos, Portal de Periódicos Capes, Biblioteca Virtual de saúde (BVS) e Biblioteca virtual Scientific Eletronic Library Online (Scielo), utilizando as palavras chaves; hospitalização, música, atividade lúdica, criança. Resultados e Discussão: O escopo de análise de amostra foi de um total de 15 artigos. Sendo 8 destes excluídos e 7 aproveitados para a análise do estudo. O período de maior incidência das publicações foi entre 2005 e 2007. Conclusão: A utilização da música como recurso lúdico se mostra uma opção de intervenção importante junto ao paciente infantil hospitalizado, podendo ser utilizada com diversos objetivos como, fonte de liberação de diversos sentimentos, como medo, angústia, raiva, momento de relaxamento, forma de deixar o ambiente hospitalar mais leve e descontraído e também como forma estimular o paciente a se comunicar com profissionais de saúde e seus familiares. Se apresentando assim como instrumento de grande ganho na intervenção da terapia ocupacional, que tem como objetivo fazer com que o momento de hospitalização não seja um período de perdas físicas ou cognitivas, tornando esse período o mais agradável possível.
Abstract: With the imagination everything becomes possible, children use imagination to build their world according to their experiences, being music part of this playful world is shown as a resource to enable these children to express feelings that hospitalization can lead to, like: fear, aggression, anxiety and strain on his health. Goal: the objective of this study was to understand the contributions of music used as a recreational resource in the intervention to hospitalized children, adding their contributions in the form of Occupational Therapy intervention in children's hospital area. Methodology: This study consisted of a systematic review, which was conducted survey in the bibliographic databases, Journal Portal Capes, Health Virtual Library (VHL) and Virtual Library Scientific Electronic Library Online (SciELO) using the key words; hospitalization, music, play activity, child. Results and discussion: The analysis scope is a total of 15 articles. Being 8 of those excluded and 7 utilized for this study analysis. The incidence time lapse of those publications went by 2005 and 2007. Conclusion: The use of music as a recreational resource shown an important intervention option with the hospitalized child patients, which may be used for different purposes such as, release source of many feelings such as fear, anxiety, anger, relaxing time, as to lighten and relaxed hospital environment and also as a way to stimulate the patient to communicate with health professionals and their families. Performing as well as great gain instrument for the intervention of occupational therapy, which aims to make the moment of hospitalization not a period of physical or cognitive impairments, but making this period as pleasant as possible.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Graduação em Terapia Ocupacional, 2014.
Aparece na Coleção:Terapia Ocupacional



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons