Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15060
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_AnaPaulaPereiraDaSIlva_tcc.pdf489,88 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Inclusão de crianças do serviço de acolhimento da Aldeias Infantis SOS Brasil em uma escola pública da Asa Norte Brasília
Autor(es): Silva, Ana Paula Pereira
Orientador(es): Mello, Maria Aparecida Curupaná da Rocha de
Coorientador(es): Rodrigues, Ulisdete Rodrigues de Sousa
Assunto: Inclusão escolar
Educação de crianças
Menores abandonados
Data de apresentação: 17-Nov-2015
Data de publicação: 20-Out-2016
Referência: SILVA, Ana Paula Pereira. Inclusão de crianças do serviço de acolhimento da Aldeias Infantis SOS Brasil em uma escola pública da Asa Norte Brasília. 2015. 40 f., il. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: Na escola tem-se a instituição responsável pela organização educativa da sociedade. Nela a criança passa boa parte do tempo e é onde vai interagir, aprender e vivenciar as regras da (com)vivência em seu grupo social. Considerando o bem estar e a inclusão de fato dessa criança nesse ambiente escolar foi realizado uma pesquisa; Nesse sentido, este trabalho buscou entender como acontece a inclusão de crianças que foram acolhidas nos abrigos infantis, as chamadas Aldeias Infantis. Esta instituição, por sua vez, acolhe crianças recolhida dos lares por fatores sociais adversos ás condições m´nimas de convivência. São, portanto. portadoras de uma história conturbada e maltratada. A pesquisa aconteceu em duas vertentes,o abrigo e a uma escola pública do DF. Considerando que cada criança é única e possui maneira diferenciada de pensar, agir e sentir, os componentes da comunidade escolar precisam estar sempre atentos para incluir todos os alunos nas atividades, respeitando suas diferenças, seus momentos e suas condições especiais. Desta forma pode-se observar que a inclusão naquela escola acontece de maneira a propiciar a todas as crianças, independentemente da limitação e das potencialidades, um tratamento por igual, uma vez que todas são sujeitos de direitos.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons