Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/14807
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_JoaoPedroPereiraVazquez.pdf561,88 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Estado independente, sociedade colonial : a colonialidade do poder no Primeiro Reinado
Autor(es): Vazquez, João Pedro Pereira
Orientador(es): Chaves, Pablo Holmes
Assunto: Brasil - história
Quijano, Anibal, 1928-
Colonialidade do poder
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 27-Set-2016
Referência: VAZQUEZ, João Pedro Pereira. Estado independente, sociedade colonial: a colonialidade do poder no Primeiro Reinado. 2016. [47] f. Monografia (Bacharelado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Segundo o aporte teórico de Aníbal Quijano, a colonialidade do poder consiste na utilização da raça na classificação social da população nos diversos âmbitos da existência social. O processo de independência dos Estados na América Latina não promoveram o fim da colonialidade do poder, não sendo, portanto, um processo em direção à construção de Estados-nação, mas sim uma rearticulação da colonialidade do poder sobre novas configurações institucionais. Nesse sentido, busca-se analisar como a colonialidade do poder se manifesta no período do Primeiro Reinado, com o intuito contribuir com a possibilidade de realização de uma análise das transformações sócio-históricas da colonialidade do poder no Brasil aliado à inserção da colonialidade do poder no debate sobre a questão nacional.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Bacharelado em Ciência Política, 2016.
Aparece na Coleção:Ciência Política - Graduação



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons