Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/14637
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_GirlaneMariaFerreiraFlorindo_tcc.pdf787,79 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Acessibilidade, comunicação e interação : aprendizagem de língua brasileira de sinais pelos alunos do ensino médio integrado do câmpus Taguatinga-IFB
Autor(es): Florindo, Girlane Maria Ferreira
Orientador(es): Maciel, Suellen Neto Pires
Assunto: Inclusão escolar
Educação bilíngue
Surdos - educação
Língua brasileira de sinais
Data de apresentação: Nov-2015
Data de publicação: 19-Set-2016
Referência: FLORINDO, Girlane Maria Ferreira. Acessibilidade, comunicação e interação: aprendizagem de língua brasileira de sinais pelos alunos do ensino médio integrado do câmpus Taguatinga-IFB. 2015. 54 f, il. Trabalho de conclusão de curso (Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos no Contexto da Diversidade Cultural)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Este trabalho fundamenta-se nas reflexões acerca dos direitos humanos no contexto da diversidade cultural, cuja proposta metodológica é a da Pesquisa-intervenção, pois, por mais válida que seja a reflexão e discussão, é fundamental que ações concretas e interventivas sejam realizadas no chão da escola. Assim, partindo do pressuposto de que a conscientização é a melhor via de propagação dos direitos humanos e no caso do sujeito surdo, seu direito à/de comunicação em sua língua natural. Nesse sentido, essa proposta buscou trabalhar com os alunos de Ensino Médio de forma que estes se interessassem pela língua de sinais e se apropriassem dela como condição primeira de viabilização para a interação com alunos surdos de mesma idade – os alunos da Escola Bilíngue de Taguatinga. E num segundo momento avaliou-se se houve a conscientização dos alunso ouvintes sobre a língua e a cultura do outro, do surdo. A partir dessa reflexão os próprios alunos surpreenderam com uma nova proposta de intervenção: pleitear junto à gestão do Câmpus Taguatinga do Instituto Federal de Brasília a inclusão para 2016 da Língua de Sinais no currículo do Ensino Médio, acreditando que este é o caminho para a ampliação da acessibilidade do sujeito surdo no espaço educacional e/ou na sua interação em outros ambientes sociais.
Abstract: This work is based on the reflections about human rights in the context of cultural diversity, whose methodological approach is the Research intervention because, no matter how valid it is reflection and discussion, it is essential that concrete and interventional actions are carried out on the ground from school. Thus, on the assumption that awareness is the best way of spreading human rights and in the case of the deaf subject, their right to / communication in your natural language. In this sense, this proposal sought to work with students of secondary education so that they were interested in the sign language and to appropriate it as the first condition of viability for interaction with deaf students of the same age - students of the Bilingual School of Taguatinga City. And a second time was evaluated whether there was awareness of the listeners students about the language and culture of the other, of the deaf. Based on this discussion the students themselves surprised by a new intervention proposal: to want to plead by the management of the Câmpus Taguatinga the Federal Institute of Brasilia inclusion in 2016 of sign language in high school curriculum, believing that this is the way to expand the deaf subject accessibility of the educational space and / or their interaction in other social environments.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Curso de Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos, no contexto da Diversidade Cultural, 2015.
Aparece na Coleção:Educação em e para os Direitos Humanos, no contexto da Diversidade Cultural



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons