Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/14473
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_VandaMariaAparecidadaSilva_tcc.pdf3,06 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Crianças brincando com crianças : discutindo concepções sobre diversidade cultural na educação infantil
Autor(es): Silva, Vanda Maria Aparecida da
Orientador(es): Maciel, Suellen Neto Pires
Assunto: Educação de crianças
Diversidade cultural
Inclusão escolar
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 2-Set-2016
Referência: SILVA, Vanda Maria Aparecida da. Crianças brincando com crianças: discutindo concepções sobre diversidade cultural na educação infantil. 2015. 59 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos no Contexto da Diversidade Cultural)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Este estudo trata-se de um projeto interventivo, que utiliza como objeto de intervenção a boneca Mariana, que possui uma deficiência e é apresentada como uma criança na sala de aula. Neste trabalho, pretende-se verificar como as crianças da educação infantil percebem e convivem com as diferenças. Desse modo, esta pesquisa possui uma abordagem qualitativa. A pesquisa bibliográfica do presente trabalho foi embasada à luz de autores como Vygotsky (2001), Piaget (2005), Pimentel (2012), Martin (1995), Pulino (2014) entre outros que apresentam estudos e dialogam sobre a temática. O capítulo dois é a apresentação do “Projeto Convivência” para os pais/responsáveis das crianças, antes de iniciar o Projeto-Interventivo para defesa de monografia da UNB. O capítulo três introduz a boneca como mediadora dos debates sobre a diversidade cultural, enquanto Pulino (2014), esclarece que todos habituaram-se a denominar o “outro”, que é o ser humano de um modo geral. Também fala da importância das “brincadeiras de faz-de-conta”. No capítulo quatro ocorre o esclarecimento sobre diversidade, que é “a qualidade daquilo que é diverso, diferente, variado, conjunto variado, multiplicidade”, e que também a cultura contribui para que cada ser humano adquira características próprias de como vestir-se, pensar. Enquanto o capítulo cinco analisa como as crianças entendem os conceitos de inclusão, respeito às diferenças. Turner (1984) fala sobre a criança bonita, gentil e da influência que isto traz, mas não faz com que ela seja incluída em todos os grupos e Barbosa (2007), diz que não são apenas os pais que transmitem a cultura, mas todos que convivem com as crianças, de modo especial, os irmãos mais velhos.
Abstract: This study deals with an interventionist project, which uses as an intervention object to Mariana doll who has a disability and is presented as a child in the classroom. In this work, as it is intended to check the children from preschool perceive and live with the differences. Thus, this research has a qualitative approach. The literature of this work was based in the light of authors such as Vygotsky (2001), Piaget (2005), Pimentel (2012), Martin (1995), Pulino (2014) among others that present studies and dialogue on the subject. Chapter two is the presentation of "Coexistence Project" for parents / guardians of children before starting the project-Interventive for monograph defense of UNB. Chapter three introduces the doll as a mediator of the discussions on cultural diversity, while Pulino (2014), clarifies that all got used to call the "other", which is the human being in general. Also speaks of the importance of "games of make-believe." In chapter four is the clarification of diversity, which is "the quality of what is diverse, different, diverse, varied set, multiplicity," and also the culture contributes to every human being acquires the characteristics of how to dress, think . While Chapter five looks at how children understand the concepts of inclusion, respect for differences. Turner (1984) talks about the beautiful child, gentle and influence it brings, but does not cause it to be included in all the groups and Barbosa (2007), says that not only are parents who transmit culture, but all living with children, especially the older siblings.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Curso de Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos, no contexto da Diversidade Cultural, 2015.
Aparece na Coleção:Educação em e para os Direitos Humanos, no contexto da Diversidade Cultural



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons