Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/14432
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_AnaPaulaPereiradaSilva_tcc.pdf534,85 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A garantia de direitos da criança e do adolescente durante o período de acolhimento nas aldeias infantis SOS Brasil
Autor(es): Silva, Ana Paula Pereira da
Orientador(es): Barroso, Maria Helenice
Assunto: Acolhimento institucional
Direitos das crianças
Data de apresentação: Dez-2015
Data de publicação: 31-Ago-2016
Referência: SILVA, Ana Paula Pereira da. A garantia de direitos da criança e do adolescente durante o período de acolhimento nas aldeias infantis SOS Brasil. 2015. ix, 49 f., il. Monografia (Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos no Contexto da Diversidade Cultural)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Toda criança e adolescente tem direito a viver num ambiente que favoreça seu processo de desenvolvimento, que lhe ofereça segurança, apoio, proteção e cuidado. Nesse sentido, quando o afastamento da família for necessário e enquanto soluções para a retomada do convívio familiar forem buscadas, os serviços de acolhimento deverão prestar cuidados de qualidade, condizentes com os direitos e as necessidades físicas, psicológicas e sociais da criança e do adolescente. Baseado nesse princípio de proteção da criança e do adolescente, o referido estudo tem como objeto de pesquisa o Serviço de Acolhimento Aldeias Infantis SOS Brasil como instituição responsável pela garantia dos direitos da criança e do adolescente, na Unidade da Asa Norte no Distrito Federal, no período de 2014 a 2015. Essa pesquisa tem por objetivo geral analisar se o serviço de acolhimento da Aldeias Infantis assegura a garantia dos direitos da criança e do adolescente. Para coletar os dados que compuseram o resultado do referido trabalho foi realizado uma pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo. Para a realização da pesquisa de campo foi construído um questionário que foi respondido por 3 funcionários e 2 crianças e adolescentes acolhidos da Aldeias Infantis. Na referida pesquisa conclui-se que o Serviço de Acolhimento Aldeias Infantis SOS Brasil unidade de Brasília, trabalha conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente para melhor proteger os mesmos e encaminhá-los a reintegração familiar. Nos casos em que essa prática se torna inviável, trabalha-se a autonomia da criança e do adolescente sempre respeitando a sua singularidade. Ainda há muitas coisas a serem melhoradas para poder assegurar de forma integral os direitos humanos dessas crianças e adolescentes como é o caso da parceria efetiva com a rede, uma vez que é dever do Estado, do Ministério Público proteger integralmente esse público.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Curso de Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos no Contexto da Diversidade Cultural, 2015.
Aparece na Coleção:Educação em e para os Direitos Humanos, no contexto da Diversidade Cultural



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons