Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/14384
Título: A implantação da Corregedoria-Geral do Ministério da Saúde : discutindo mudanças no campo da gestão
Autor(es): Jesus Filho, Osvaldo de
Orientador(es): Farranha, Ana Claudia
Assunto: Ministério da Saúde
Sistema Único de Saúde (Brasil)
Saúde pública
Data de apresentação: Jan-2016
Referência: JESUS FILHO, Osvaldo de. A implantação da Corregedoria-Geral do Ministério da Saúde: discutindo mudanças no campo da gestão. 2016. 43 f. Monografia (Especialização em Gestão Pública na Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: A necessidade de aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde perpassa por implementar estratégias de controle da gestão e da busca contínua pela eficiência e efetividade. Nesse contexto, a Corregedoria-Geral do Ministério da Saúde, criada em 2013, apresenta-se como uma instância relevante para ampliar o controle na Saúde Pública. O objetivo deste artigo é discutir as mudanças no campo da gestão participativa e papel da correição no tocante à criação do órgão. A análise se baseia em uma pesquisa bibliográfica e em entrevistas realizadas com servidores da Corregedoria. Os resultados mostram que há algumas deficiências de estrutura física, mas também mudanças positivas em relação ao cenário da participação dos cidadãos e servidores nas denúncias.
Abstract: The need for improvement of the SUS permeates to implantate several control concerning strategies for management and the constant search for efficiency and effectiveness. In this context, the Internal Control Division of Ministry of Health, created in 2013, presents itself as an important forum for expanding control in Public Health. The objective of this research is to discuss the changes in the field of participatory management and correction with respect to the creation of the Comptroller General of the Ministry of Health, through a literature search and conducting interviews with internal affairs servers. The results show that there are some deficiencies in physical access to the Internal Affairs and physical structure, in the other hand positive changes in the scenario of citizen participation and servers in the complaints.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2016.
Aparece na Coleção:Gestão Pública em Saúde

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_OsvaldodeJesusFilho.pdf757.91 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons