Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/14140
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_CamiloJoseBonfimdeLima_tcc.pdf1,09 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Comparação da florística, diversidade e estrutura entre um cerrado sentido restrito e um agroecossistema agroecológico com preservação parcial da vegetação nativa
Autor(es): Lima, Camilo José Bonfim de
Orientador(es): Jacobson, Tamiel Khan Baiocchi
Assunto: Biomas
Cerrado
Agroecologia
Data de apresentação: Jun-2016
Data de publicação: 16-Ago-2016
Referência: LIMA, Camilo José Bonfim de. Comparação da florística, diversidade e estrutura entre um cerrado sentido restrito e um agroecossistema agroecológico com preservação parcial da vegetação nativa. 2016. 41 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Naturais)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2016.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo comparar a florística, diversidade e estrutura fitossociológica entre uma área de cerrado sentido restrito manejada como Agroecossistema e a área adjacente não manejada. O estudo foi realizado no Laboratório de Experiências Agroecológicas da Faculdade UnB Planaltina – LEAF- e na área de cerrado sentido restrito adjacente ao LEAF (cada uma com 0,31 ha e localizadas na Faculdade UnB em Planaltina- DF). O LEAF constitui-se de um Agroecossistema de policultivo de base agroecológica, instalado em um cerrado sentido restrito dividido em módulos que intercalam faixas produtivas (300 m2, 15m x 20m) com áreas de preservação (140 m2, 7m x 20m). Nas faixas de preservação a flora foi preservada, sendo que as faixas produtivas foram submetidas a manejo, com remoção de todo estrato herbáceo e parte da vegetação arbóreo-arbustiva, com exceção das lenhosas de maior porte. A área de Cerrado adjacente (ACA) foi parcelada com as mesmas dimensões do LEAF (22x140m = 3.080m², divididos em dez parcelas de 22 x14m). Em ambas as áreas foram medidos e registrados a altura e o diâmetro de todos os indivíduos lenhosos com diâmetro ≥ 2 cm a 5 cm do solo. Todos os indivíduos amostrados foram identificados em gênero e espécie e os que foram submetidos a manejo (poda) foram classificados como manejados. Foi elaborada a análise florística e fitossociológica das comunidades e a diversidade e a estrutura entre as áreas foram comparadas através do teste de t de diversidade e através do teste de t entre a densidade absoluta (DA) e área basal absoluta (ABA) média das parcelas. Foram amostrados 734 indivíduos pertencentes a 57 espécies e 27 famílias no LEAF e 1009 indivíduos pertencentes a 63 espécies e 28 famílias no ACA. Das espécies amostradas, 52 foram comuns as duas áreas e as espécies com maiores índices de valor de importância (IVI) foram Qualea grandiflora (23,61 no LEAF) e Qualea parviflora (19,75 na ACA). A diversidade entre as áreas não apresentou diferenças significativas (t= 0,13, p= 0,89), com índice de diversidade de Shannon (H') de 3,59 nats/ind. para o LEAF e 3,58 nats/ind para a ACA e índice de Simpson (C)= 0,96 para LEAF e ACA). Os valores médios de DA e ABA apresentaram significativa redução no LEAF em relação ao ACA, e apesar destas diferenças significativas, a não redução da diversidade de espécies no LEAF pode ser devido a alta equitabilidade da comunidade (índice de equabilidade de Pielou (J’)= 0,88 (LEAF); 0,86 para ACA). Os resultados do presente trabalho evidenciam que o manejo da área de cerrado sentido restrito em questão para desenhos de sistemas de policultivo consorciados entre comunidade nativa e culturas agrícolas diminuiu significativamente a DA e ABA da comunidade manejada, porém, devido a alta equitabilidade da comunidade estudada, não houve redução significativa da diversidade de espécies do estrato arbóreo-arbustivo após o manejo.
Abstract: This study aimed to compare the diversity, species composition and vegetation structure from a narrow sense savannah area managed as Agroecosystem and the area adjacent unmanaged. The study was conducted in laboratory experiments Agroecology, Faculty UnB Planaltina - LEAF- and cerrado area stricto adjacent to LEAF (Both with 0.31 ha and located at the Faculty UnB in Planaltina- DF). The LEAF is is a Agroecosystem of polyculture agroecological base, located in a narrow sense cerrado divided into modules that intersperse productive bands (300 m2, 15m x 20m) with preservation areas (140 m2, 7m x 20m). The preservation of tracks flora has been preserved, and the productive groups were submitted to management with removal of all herbaceous and part of the tree and shrub vegetation, with the exception of larger woody. The adjacent Cerrado area (ACA) was split with the same dimensions LEAF (22x140m = 3.080m² divided into ten plots of 22 x14m). In both areas were measured and recorded the height and diameter of all timber with diameter ≥ 2 cm to 5 cm of soil. All sampled individuals were identified in genus and species and those who have undergone management (pruning) were classified as managed. It was prepared floristic analysis and phytosociological communities and the diversity and structure between the areas were compared using the diversity of t test and by t test between the absolute density (DA) and absolute basal area (ABA) average plots . They sampled 734 individuals belonging to 57 species and 27 families in the LEAF and 1009 individuals belonging to 63 species and 28 families in the ACA. Of the species, 52 were common to the fields and the species with the highest importance value index (IVI) were Qualea grandiflora (23.61 in LEAF) and Qualea parviflora (19.75 in ACA). The diversity among the areas showed no significant differences (t = 0.13, p = 0.89), with Shannon diversity index (H ') was 3.59 nats / ind. for LEAF and 3.58 nats / ind for ACA and Simpson index (C) = 0.96 for LEAF and ACA). The average values for DA and ABA showed significant reduction in the LEAF in relation to the ACA, despite these significant differences, no reduction of the diversity of species in the LEAF may be due to high evenness of the community (evenness index evenness (J ') = 0.88 (LEAF); 0.86 for ACA). The results of this study show that the management of restricted sense savannah area in question for drawings of polyculture intercropping systems between native communities and agricultural crops significantly decreased DA and ABA managed community, however, due to high evenness of the community studied, there was no significant reduction in species diversity of tree and shrub after handling.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, Licenciatura em Ciências Naturais, 2016.
Aparece na Coleção:Ciências Naturais



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons